A Hora da Notícia

AL é o primeiro estado do país a criar comitê gestor de busca por pessoas desaparecidas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Ascom SSP-AL

Alagoas deu um importante passo, nesta sexta-feira (08), ao ser o primeiro estado do país a nomear um comitê gestor estadual de política nacional de busca por pessoas desaparecidas. A posse dos integrantes aconteceu na sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP), no Centro.

O comitê gestor é o primeiro passo realizado após a assinatura do Termo de Cooperação Técnica, firmado no dia 1º entre a SSP e o Ministério Público Estadual (MPE), para implantação do Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid) e a execução do Programa de Identificação e Localização de Desaparecidos (PLID) em Alagoas.

Segundo Diogo Nilo, chefe do Instituto Médico Legal de Maceió (IML) e que será a autoridade central estadual do Comitê, o grupo será composto por representantes das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Científica, Assistência Social e membros da sociedade civil e terá como objetivo propor melhorias nas políticas públicas que visam buscar pessoas desaparecidas em Alagoas.

“Não havia uma estruturação do Estado para a busca por desaparecidos e agora com a nomeação do comitê gestor poderemos fazer essa estruturação para conseguir enxergar o objeto de trabalho e propor melhorias para que familiares tenham esse aporte do estado nesta busca por um ente desaparecido”, afirmou.

O secretário da Segurança Pública, Elias Oliveira, parabenizou a iniciativa e destacou a importância do trabalho que será realizado para fortalecer as políticas de segurança pública na busca por pessoas desaparecidas.

“Fico muito feliz com a posse do comitê, pois irá juntar esforços à Segurança Pública para minorar o sofrimento de famílias alagoanas que buscam por um ente desaparecido. Iremos desempenhar também algumas ações internas e realizar campanhas de conscientização e divulgação, o que será muito importante nessa luta”, disse.

Estiveram presentes o gestor do comitê, Diogo Nilo, a perita criminal Rosana Coutinho, os papiloscopistas Marcelo Casado e Luciane Lima, o delegado Ronilson Medeiros, a major Aline, do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, as representantes da assistência social Aline Rosa e Marluce Pereira, a conselheira tutelar Vera Leite Costa de Nazaré, a coordenadora geral do Fórum Estadual de Combate ao Trabalho Infantil (FETIPAT) Nelma Nunes, e a representante da sociedade civil Arísia Barros.

Também esteve presente a assessora parlamentar Djane Olegário e o perito geral da Polícia Científica de Alagoas Manoel Melo.

fonte: tnh1

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente