A Hora da Notícia

Alagoas é o 1º estado escolhido para realizar atividades do projeto da primeira infância

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

FOTO: TV Brasil

Alagoas foi o primeiro estado selecionado para aderir atividades do Mês da Primeira Infância, projeto do Governo Federal, que será realizado em agosto de 2021. A iniciativa foi lançada pelo Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância (SNAPI).

O objetivo da proposta é chamar atenção do Brasil a primeira infância, contemplando os três primeiros anos de uma criança, além de produzir uma agenda nacional de atividades e diálogos envolvendo governo e sociedade civil.

Concretizando a escolha, a secretária da SNAPI, Luciana Siqueira Lira de Miranda, se reuniu, na quarta-feira (9), com a secretária de Assistência Social de Alagoas, Fabiana Pessoa, para apresentação do projeto e assinatura do Termo de Compromisso para Adesão. “Estamos muito felizes com a assinatura de Alagoas para a adesão à campanha”, disse Luciana.

Já a secretária Fabiana Pessoa ressaltou que Alagoas não poderia deixar a oportunidade passar. “É uma valorização à Primeira Infância, que é foco do governo, uma boa oportunidade para a gente avançar com essa temática em todo o nosso estado. Esse acompanhamento só tende a nos garantir um futuro melhor aos nossos alagoaninhos.”

No documento assinado, o estado se compromete a promover a pauta da Primeira Infância em conjunto com municípios e parceiros locais, a participar em ações e eventos promovidos pela Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância e a produzir materiais e conhecimentos para a difusão da pauta da Primeira Infância em âmbito nacional.

O tema para 2021 será “A Primeira Infância não pode esperar”. A metodologia utilizada para as atividades do mês serão aulas e apresentações ao vivo em plataformas da internet, com participação de moderadores, palestrantes e convidados. Também serão ofertados conteúdos e materiais on-line, como vídeos, textos, tarefas e questionários.

De acordo com o Ministério da Cidadania, os estados são convidados a compor os painéis e ministrar palestras, workshops, relatos de boas práticas, além de minicursos, atividades culturais, oficinas, entrevistas, entre outros. A iniciativa privada também está convidada a ser parceira. A abertura das atividades será presencial, com número reduzido de pessoas. No entanto, a estimativa é de que mais de 10 mil pessoas participem dos eventos online durante o mês. No final, um documentário será produzido e lançado na Revista da Primeira Infância, que será publicada pela primeira vez em dezembro.

*com informações do Ministério da Cidadania.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente