A Hora da Notícia

Alagoas tem a 4ª pior média salarial para professores entre estados do Brasil

Gif-728x90-Master
BANNER-ANUNCIO-AHORADANOTICIA-JAND (2)

Thiago Ataíde

Alagoas tem a 4ª pior média salarial para professores entre os estados brasileiros, segundo levantamento divulgado pela empresa Catho, nessa sexta-feira (15) – data em que é celebrado o Dia dos Professores.

O ranking mostra que a média salarial em Alagoas é R$ 2.550,29, ficando na frente apenas do Ceará (R$ 2.496,07), Amapá (R$ 2.078,36) e Rio Grande do Norte (R$ 1.798,51).PUBLICIDADE

A maior média salarial é do Distrito Federal, com R$ 5.197,64. O segundo lugar é do estado do Pará, que paga média de R$ 4.341,34, e terceiro é do Maranhão, com R$ 4.223,44.

Ainda conforme o levantamento, em todo o país, os professores do ensino superior recebem remuneração acima da média. Por exemplo, os docentes que lecionam nos cursos de administração e direito ganham, respectivamente, R$ 8.761,33 e R$ 7.130,89.

A média salarial mais baixa é para profissionais que trabalham em turmas do ensino fundamental, no qual, têm remuneração entre R$ 2.941,03 e R$3.035,21. Os valores são para a disciplina de física e outras matérias regulares.

Redução no investimento

O Boletim da Rede de Políticas Públicas e Sociedade, divulgado na segunda (11) e publicado pelo jornal Folha de São Paulo, mostra que Alagoas foi o segundo estado do Brasil que mais reduziu despesas com educação no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.https://365e0065de2f85bd15d66a247526a36e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Os pesquisadores da USP, a Universidade de São Paulo, apontam que as despesas com educação em Alagoas recuaram 42,5%, atrás somente de Goiás, onde as despesas recuaram 44,4%. A queda nas despesas com educação no estado é quase seis vezes maior que a média nacional de 7,4%.

Eles ainda alertam que as despesas com educação reduziram ao passo que a receita do estado aumentou. Em Alagoas, a receita cresceu 9,7% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em números absolutos, a receita saiu de R$ 4,75 bilhões para R$ 5,21 bilhões.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente