A Hora da Notícia

Após retorno com aulas presenciais, escolas no interior de AL voltam ao ensino remoto por aumento de casos de covid entre funcionários

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Divulgação/MCTIC

Há 11 dias, o município de Igaci iniciou o ano letivo com as aulas presenciais. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal), ele foi o primeiro do Agreste a começas as aulas. Mas já nesta semana, a rede municipal de ensino suspendeu o sistema presencial por causa do aumento de casos de covid-19 entre os servidores da educação.

É o que informa o Sinteal, ao fazer um levantamento e apontar que pelo menos três escolas suspenderam as aulas. A previsão é que retomem já na segunda-feira (7).

“Igaci, que foi o primeiro município a dar início ao calendário letivo com aulas presenciais na Região Agreste, em 2022, tem apresentado dificuldades em manter as atividades letivas devido ao crescimento do número de servidores/as contaminados/as pela covid-19 – e também de H2N3”, informa o Siteal.

Suspenderam as atividades presenciais as seguintes unidades escolares: Escola Desembargador João Oliveira e Silva, Escola Benedito Barreto Accioly e, finalmente, a Escola Antônio Caetano, todas situadas na zona rural de Igaci.

Segundo apurou a entidade, os próprios servidores relataram ainda que as escolas apresentam condições inadequadas, principalmente no que se refere aos protocolos sanitários de prevenção às síndromes gripais.

“O Sinteal vem fazendo gestões junto à prefeitura e à Secretaria Municipal de Educação de Igaci para que estes problemas sejam resolvidos o mais rápido e efetivamente possível, para que sejam oferecidas reais condições de trabalho a todos os trabalhadores e trabalhadoras da rede pública municipal de educação, bem como a todos/as os/as alunos e a comunidade local, principalmente num período ainda mais perigoso de quantidade e velocidade de contaminação causada pela variante Ômicron”.

A Gazetaweb tenta contato com a Prefeitura de Igaci para um posicionamento do órgão.

Já para o início do ano letivo em Maceió, o Sinteal participou nesta sexta-feira (4) de uma audiência pública na Câmara de Vereadores para discutir o retorno às aulas presenciais. A preocupação é justamente o aumento de casos da covid-19 em toda Alagoas.

Somente nas últimas 24 horas, o estado registrou 5 mil novos casos da doença.

*Com informações do Sinteal

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente