A Hora da Notícia

Arthur Lira está de posse da cartilha do poder utilizada por Renan durante décadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Arthur Lira está de posse da cartilha do poder utilizada por Renan durante décadas

Duas observações:

1 – Ter o poder nas mãos não garante êxito na missão;

2 – O poder nas mãos de um inábil favorece ao adversário.

As duas observações não dizem respeito a Renan Calheiros ou Arthur Lira, mas servem de alerta máximo para quem tenta se livrar da tempestade confiando na eficiência dos para-raios de ambos.

Renan entrou no jogo da sucessão de Renan Filho com a missão 01 de garantir a eleição do rebento ao Senado. A segunda missão é eleger deputados federais e é aí onde ele tem seu principal embate com Arthur Lira. O presidente da Câmara não pensa em apenas eleger uma bancada para chamar de sua, ele joga tudo para desmontar a chapa de federais do MDB. Este é o nó que está colocando o pleito eleitoral de cabeça para baixo.

A vitória de Paulo Dantas ou de Rodrigo Cunha é secundária nesta disputa. Aliás… Renan e Arthur começaram e terminarão o processo derrotados (politicamente falando). A segunda missão de Arthur é inviabilizar a chapa proporcional do MDB e ele havia advertido (há meses) sobre essa possibilidade a Isnaldinho Bulhões, que luta para não ter sombra, mas já sente o risco da ofensiva de Arthur.

A moral da história é a seguinte: Arthur, preste bem a atenção, está de posse da cartilha do poder que Renan utilizou por anos, com sucesso. Uma das diferenças entre eles é que Renan tem décadas trafegando pelos túneis do poder e conhece muito bem as saídas de emergência. Já Arthur, está deslumbrado com as facilidades promovidas pelo poder. É por isso (pode anotar mais essa) que as eleições de outubro prometem um final eletrizante.

Ah… Renan você sabe, quando pisca os olhos sonha com política. Arthur iniciou o processo de noites sem sono agora. A experiência de Renan X O Poder de Arthur será um clássico letal.

A plateia vai à loucura.

Fonte – Blog do Wadson Regis

fonte: politicaalagoana

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente