A Hora da Notícia

ASA vence Coruripe no Gerson Amaral e encara o Aliança nas semis da Copa Alagoas: 1 a 0

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Agapito Santana Ascom/AACoruripe

O ASA segue no sonho de conquistar o tricampeonato da Copa Alagoas de 2022. Na noite desta quarta-feira (16), o Gigante travou duelo acirrado com o Coruripe, no Gerson Amaral, pela quartas de final do torneio. Depois de ser dominado no primeiro tempo, mas se segurar na defesa, o Gigante mudou de postura e conquistou a vitória com gol do meia Wendel aos 37 minutos da etapa final. https://9cf1d866a4951c69057c96318644e737.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Calendário

Com a derrota, o Coruripe, treinado por Caê Cunha e na 2ª Divisão do Alagoano este ano, encerra sua participação na temporada 2022. Já o Gigante tem duelo decisivo neste final de semana, em jogo único, contra o Desportivo Aliança, que goleou o Jaciobá mais cedo. A partida entre as equipes será neste sábado (19), às 15h, no Estádio da UFAL. A outra semifinal será conhecida nesta quinta-feira (17). Cruzeiro-AL x CRB, às 15h, em Arapiraca, e CSE x Murici, às 20, no Juca Sampaio, duelam.

1º Tempo

O Hulk começou melhor, tocando a bola com objetividade e jogando no campo do ASA. Aos cinco minutos, Maique exigiu boa defesa de Raílson. Após levantamento na área, Palhinha escorou para o camisa 8, que finalizou de voleio, porém, o arqueiro alvinegro espalmou para a linha de canto.

O Gigante respondeu em seguida. Anderson Feijão fez o cruzamento com efeito e Palhinha subiu mais que todos para afastar para a lateral. O jogo ficou dinâmico. Na marca dos 13 minutos, foi a vez de Cristiano ameaçar o Gigante.

Após erro de Wendel, Palhinha avançou pelo meio e deixou Cristiano na cara do alvo. Porém, o atacante isolou completamente e ainda estava em posição irregular. Atuando no 4-4-2, o Coruripe esteve muito bem postado em campo.

Tanto na marcação quanto no setor ofensivo, os jogadores atuaram de forma organizada. Por seu turno, o ASA foi perigoso quando avançava em alta velocidade, mas o meio de campo e a zaga não se comunicaram, ou seja, não houve jogadas construídas.

Lance de cabeçada de Laian; Hulk esteve mais perto de abrir o placar na etapa inicial – Foto: Reprodução/ElevenSports

Aos 26 minutos, o Verdão assustou mais uma vez o goleiro do ASA. Pela direita, Palhinha cruzou para na cabeça de Laian, que, ao tentar tirar do Raílson, mandou para fora. Muita força no arremate. Depois, aos 30′, Chiquinho tentou do meio da rua, porém mandou na arquibancada. O ritmo do jogo ficou mais truncado a partir de então.

10 minutos passaram e nada importante aconteceu. Apenas esbarração na marcação um do outro. Até que, antes do intervalo, houve mais três lances perigosos. Aos 42 minutos, após cochilada de Felipe, Junior Viçosa puxou contra-ataque, acionando para Gutti.

O meia cruzou na cabeça de Viçosa, que acabou tirando demais do alvo. Instantes depois, em lance parecido, o atacante testou no contra-pé de Raílson, porém, à direita da meta. Nos acréscimos, livre de marcação, Chiquinho isolou. Fim de papo no 1º tempo. Só faltou o gol!

Chiquinho perdeu grande chance de fazer 1 a 0 para o Coruripe nos acréscimos do 1º tempo – Foto: Reprodução/ElevenSports

2º Tempo

O ASA, mesmo mais desorganizado, buscou mais o jogo, o resultado. Aos 7 minutos, Junior Viçosa quase roubou a bola de Willames José. Na sequência, Xandy ganhou do marcador na velocidade, mas chutou por cima, sem direção, porque outro adversário atrapalhou o arremate.

O Coruripe respondeu aos 16′ e aos 19′. No primeiro lance, Cristiano avançou até o campo de ataque, clareou a jogada, contudo, mandou uma pancada, de canhota, muito longo da meta do Alvinegro. No segundo lance, Palhinha rolou para George na linha de fundo. O lateral cruzou para Maike, que errou o tempo da cabeça, facilitando a defesa de de Raílson.

Após faltas desnecessárias e escanteio cortados pelas zagas adversárias, o Hulk ameaçou mais uma vez, com Chiquinho, em lance de bola parada. E o meia quase fez um gol olímpico! Simplesmente bateu o escanteio bem fechado. O goleiro do Alvinegro, esperando levantamento no primeiro, retornou às pressas, conseguindo espalmar para fora.

Torcida do Coruripe viu o Verdão criar mais chances de gols, mas ser eliminado após vacilo – Foto: Agapito Santana Ascom/AACoruripe

Insatisfeito com o lance anterior, Chiquinho repetiu a jogada perigosa, instantes depois. Desta vez, Raílson apenas viu a pelota tirar tinta da trave da direita. O cruzamento calou, por segundos, a torcida do Alvinegro. À vista disso, o Coruripe estava melhor no jogo e merecia a vitória em virtude do volume de jogo. Entretanto, no futebol, quem e não faz, termina se complicando.

Após Michell salvar o ASA, tirando a bola dos pés de Everson, que ficou de frente com Raílson, o ASA matou o jogo no lance seguinte, com Wendel. Xandy cruzou na área, Junior Viçosa testou em cima de Erick, e Wendel empurrou para o alvo: 1 a 0 no Gerson Amaral!

Ficha Técnica

Coruripe – Erick; Aldonys, Willams José, Cleriston e Dudu; Charles, Claudevan, Jú e Palhinha; Gustavo e Gersinho. Técnico: Bebeto Moraes.

ASA – Railson; Michel, Cristian Lucca, Fábio e Marcos Antônio; Fidélis, Xandy e Welndel; Gutti, Anderson Feijão e Junior Viçosa. Técnico: Arnaldo Lira.

Cartões amarelos: Fidélis (ASA); Chiquinho (ASA);

Árbitro – Denis da Silva Ribeiro Serafim(FAF)

Assistentes – Pedro Jorge Santos de Araujo (FAF) e Genilson Firmino da Silva (FAF)

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente