A Hora da Notícia

Aumenta nº de mortes por leptospirose nos 7 primeiros meses de 2022

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Cortesia

Se entre janeiro e julho de 2021, Alagoas teve uma morte por leptospirose, o mesmo período de 2022 já aponta para oito óbitos em decorrência da doença causada pela exposição à urina de alguns animais, a exemplo dos ratos, que se acentua em momentos chuvosos, com enchentes e alagamentos. Os dados são do Ministério da Saúde.

De acordo com os dados do órgão, divulgados pela TV Gazeta, atualmente há 64 casos suspeitos da doença e 18 confirmados. A maior parte dos óbitos foram registrados na capital, uma das cidades de Alagoas mais afetadas pelas chuvas, com diversos pontos de alagamentos e enchentes entre junho e julho.

Segundo o Ministério da Saúde, das oito mortes, seis foram em Maceió, uma no Pilar e outra em Mata Grande. Na capital, as mortes foram registradas no Tabuleiro do Martins, Bom Parto, Bebedouro, Jacintinho e Garça Torta.

O motivo do aumento dos casos de óbitos, segundo especialista, pode estar relacionado à maior exposição que a população teve às águas das fortes chuvas que caíram nos últimos meses.

De acordo com o infectologista alagoano, Renee Oliveira, o momento é de proteção, já que, em alguns momentos, é inevitável que a população tenha contato com a água contaminada.

“O momento é de proteção, com utilização de luvas, botas, até mesmo sacos plásticos, que são suficientes para proteção adequada”, reforça à TV Gazeta. Dentre os sintomas, segundo o especialista, o paciente tem febre, dor de cabeça, dor no corpo, nas panturrilhas, náuseas, vômitos, sinais semelhantes aos da dengue e chikungunya, comum nessa época do ano.

Oliveira destaca para a necessidade da busca rápida do atendimento médico.

“É necessário buscar um posto de saúde para orientação adequada, porque a leptospirose pode agravar e em 10% dos casos se agravam. É necessário que a pessoa fique atenta, quando os olhos ficarem amarelos. Paciente com quadro de sangramento, dano renal, é necessário buscar uma UPA, porque ele vai precisar de internação hospitalar”, orienta o médico.

De acordo com o site do médico Dráuzio Varella “leptospirose é uma infecção causada por bactéria que pode ter como sintomas febre alta, mal-estar, dor muscular, olhos vermelhos, tosse, cansaço, náuseas, diarreia, manchas vermelhas no corpo e meningite. Os sintomas podem ser confundidos com outras doenças, como a dengue, gripe, malária, ou hepatite.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente