A Hora da Notícia

Casos de dengue crescem 14,28% em Maceió, informa boletim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Teste Banner Anuncio Titulo Post

Agentes de endemias durante ação de controle de vetores | Ascom / SMS

O Boletim Epidemiológico Arboviroses: Dengue, Chikungunya e Zika – Semana Epidemiológica 05/2022, da Secretaria de Saúde de Maceió, indica crescimento nos casos de dengue neste início de 2022. Segundo o boletim foram notificados 48 casos da doença na capital, correspondendo a um aumento de 14,28% em comparação ao mesmo período de 2021, que contou com 42 casos.

Neste ano foram confirmados 45 casos de dengue em Maceió. A análise é feita por distrito sanitário/bairro e destaca que as localidades com maior incidência (índice de casos por grupo de 100 mil habitantes) são os bairros de Guaxuma com 71,65/100 mil habitantes, Farol com 24,57/100 mil habitantes e Fernão Velho com 18,82 por 100 mil habitantes.

O boletim aponta que dentre os criadouros encontrados durante a pesquisa, os que predominam são os depósitos em nível de solo, tanques, tampa de baldes, pote, tonéis, caixas d’água no chão, baldes, isopor, vaso de planta, lona plástica, descartáveis, caqueiras de plantas, banheiras, tambores, tampa de fogão, vaso sanitário de banheiro desativado, entre outros.

O coordenador de Controle do Aedes aegypti em Maceió, Erivaldo Raimundo, ressalta que as equipes têm intensificado o trabalho em bairros com maiores índices de infestação. Ele chama a atenção da população para as medidas de prevenção.

“Aqui em Maceió nós estamos fazendo um trabalho com os agentes de endemias nos bairros com altos índices de infestação de dengue. Então, nós intensificamos as ações, trouxemos orientações para a população e estamos fazendo tratamento com inseticidas. Pedimos também que a população siga as orientações e esteja sempre de olho na parte externa de seus imóveis, no quintal, que neste período de chuvas, favorece muito o risco de infestação do mosquito, para que retire os acúmulo de lixo e faça a limpeza das calhas”, orienta.

Disque Dengue – Os agentes de endemias da Secretaria de Saúde de Maceió realizam um trabalho contínuo nas áreas com maiores índices de infestação para garantir a redução na transmissão da dengue, Zika vírus e febre chikungunya  no Município.

Além disso, a Coordenação Geral de Epidemiologia atende a população pelo Disque Dengue, por meio do número 3312-5495. Através deste contato, a população tanto pode denunciar áreas com potencial para proliferação do mosquito quanto receber orientações para corrigir situações que favoreçam a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

fonte: tnh1

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente