A Hora da Notícia

Cerca de 119 mil famílias alagoanas podem solicitar desconto na conta de luz; veja como!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

FOTO: Divulgação

Mais de 119 mil alagoanos podem ter direito ao desconto do beneficio do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), Segundo dados divulgados pela Equatorial Alagoas, nesta sexta-feira (4). No estado, mais de 370 mil famílias usam o benefício, que oferece descontos de até 65% na conta de energia.

Os cidadãos que ainda não são inscritos na Tarifa Social e possuem o número de identificação social (NIS) em dia podem fazer a solicitação pelo telefone 0800 082 0196, através do portal
www.al.equatorialenergia.com.br/cadastro-baixa-renda. Se preferir, o pedido pode ser realizado através do WhatsApp ao enviar uma mensagem para o número: (82) 2126-9200 e mandar um “Oi’ para a assistente virtual Clara. As inscrições também podem ser realizadas com os leituristas, agentes de campo e agentes de negociação.

A gerente de relacionamento, Patrícia Moraes, destacou que solicitar o benefício é simples. “Com o desconto, que pode chegar até 65%, várias famílias podem usar o dinheiro economizado para colocar mais comida na mesa ou investir na educação dos filhos. Por isso é importante que todos tenham conhecimento sobre a Tarifa Social e estamos sempre reforçando nos meios de comunicação como o cliente pode ter acesso ao desconto.”

Após a aprovação do cadastro, somente na fatura seguinte, após a validação dos dados, o desconto é concedido, sendo fundamental que o cliente observe na sua conta de energia, no campo “Dados da Unidade Consumidora”, a classificação “Residencial Baixa Renda” e o tipo de tarifa “Baixa Renda”. Essa informação confirma que a unidade está cadastrada no desconto.

Requisitos para ter acesso ao desconto

  • Ser inscrito no CadÚnico, com renda familiar de até meio salário mínimo, por pessoa;
  • Ser idoso ou deficiente que recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC) com renda mensal por pessoa, inferior a um quarto do salário mínimo;
  • Famílias inscritas no CadÚnico que tenha portador de doença que necessite de aparelhos ligados à energia elétrica de forma continuada, com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos;
  • Famílias indígenas e quilombolas inscritas no Cadastro Único com renda menor ou igual a meio salário mínimo, por pessoa da família ou que possuam, entre seus moradores, algum beneficiário do BPC.

Faixas de desconto:

  • Até 30 kWh/mês de consumo: 65% de desconto;
  • Acima de 30 kWh/mês e até 100 kWh/mês: 40% de desconto;
  • Acima de 100 kWh/mês e até 220 kWh/mês: 10% de desconto;
  • Acima de 220 kWh/mês: não tem desconto.

*com informações da Equatorial Energia Alagoas.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente