A Hora da Notícia

Collor aponta baterias para seu novo inimigo preferencial: Rodrigo Cunha

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Collor aponta baterias para seu novo inimigo preferencial: Rodrigo Cunha

“Não fui pra Brasília andar de Ferrari nem de camburão.”

Estava claro que a frase dita pelo senador Rodrigo Cunha, em rede nacional, não ficaria “impune”.

Não tardou, e o senador Collor deu início a sua mais nova onda de ataques, substituindo, mesmo que momentaneamente, o governador Renan Filho pelo pré-candidato ao governo de Alagoas – agora pelo União Brasil –, Rodrigo Cunha.

É do jogo e está apenas no início da partida.

Para aumentar a fúria do ex-presidente, a chapa de Cunha se anunciou completa, com candidato ao Senado – Davi Davino.

Collor queria bater de frente com Renan Filho, e sem concorrente, apostando na polarização Lula x Bolsonaro, com sua repercussão local (para muitos, o caminho do sucesso).

É o que lhe aparece agora como a única grande chance de bater o Filho do senador Renan Calheiros.

E merece registro: elle e o seu colega do MDB se preservam, um não fala mal do outro, apesar de que Collor passou os dois mandatos de Filho batendo sem piedade. Na história de ambos, foi Calheiros quem lançou Collor à presidência da República, chegando a ser o líder do governo no Congresso Nacional.

É verdade: gratidão nesse meio já nasce morta. 

“Provocado” por Cunha, o ex-presidente já demonstra que tem munição para atingir seus dois adversários do momento. E sabe fazê-lo – impiedosamente. 

Os tambores de guerra já estão tocando.

Fonte – Cada Minuto

fonte: politicaalagoana

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente