A Hora da Notícia

Com alastramento da Delta, Queiroga volta a falar de testagem em massa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Teste Banner Anuncio Titulo Post

Handout

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (21/7), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a falar em testagem em massa, mas ainda sem informar datas para implementação dessa medida. Na ocasião, o cardiologista adiantou que a pasta contará com a parceria da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Queiroga afirmou também que o Ministério da Saúde adotará duas estratégias para combater as variantes, em especial a Delta, que tem colocado o mundo em alerta: vacinação e vigilância.

“Nós precisamos conhecer bem qual é o perfil desses indivíduos: qual é o percentual de pacientes já vacinados com as duas doses da vacina; onde eles estão localizados; e o isolamento dessas pessoas, para evitar que haja uma transmissão comunitária da variante Delta“, ressaltou Queiroga.

A variante

A variante Delta, de acordo com estudos recentes, é a mais contagiosa entre todas as cepas já sequenciadas. Segundo pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS), essa mutação tem transmissibilidade 97% maior do que a cepa original do coronavírus, oriunda da China.

A cepa já está presente em mais de 96 países, é predominante em alguns deles, e preocupa a OMS. A estimativa da entidade é que, em alguns meses, a variante prevaleça em todo o mundo.

Até o momento, alguns casos da Covid-19 causada pela Delta já foram identificados em estados como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Goiás. No país, foram registrados dois óbitos de pessoas com a cepa: uma gestante de 42 anos no Paraná e um tripulante de 54 anos de um navio chinês atracado no Maranhão

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente