A Hora da Notícia

Com gols de Reginaldo Lopes e Hyuri, CRB vence o ASA, no Rei Pelé: 2 a 1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

CRB venceu o ASA no Rei Pelé, pela 2ª rodada do Alagoano foto: Ailton Cruz

No primeiro clássico estadual do ano, na tarde deste sábado (27), no Estádio Rei Pelé, o CRB não jogou bem, mas conseguiu a vitória sobre o ASA, por 2 a 1, com gols de Reginaldo Lopes e Hyuri, e agora soma seis pontos, na liderança do Campeonato Alagoano. O gol do Alvinegro foi assinalado por Martony.https://0e904da30bfab71742d534aedd563f41.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

A partida deu prosseguimento à segunda rodada do Campeonato Alagoano 2021, que foi aberta nessa quinta-feira (25), com o duelo Jaciobá x CSA. O Alvinegro é o 5º colocado, com um ponto na tabela do Estadual.

O próximo jogo do CRB pelo Estadual será na quarta-feira (10), também no Rei Pelé, às 20 horas, contra o Desportivo Aliança. Mas, antes, pela Copa do Nordeste, o Alvirrubro voltará a campo na quarta-feira (3), contra o Fortaleza, no Castelão, às 19h30. Já o ASA, pelo Alagoano, entrará em campo apenas na 4ª rodada, no dia 13 de março (sábado), pois pela 3ª rodada estará de folga. Clique aqui e confira o tempo real do jogo.

Momento de disputa de bola durante o primeiro tempo — Ailton Cruz

1º tempo

No início da partida, o ASA tentava tomar a iniciativa, enquanto o CRB fazia marcação forte sobre o adversário. Aos 4 minutos, o Galo teve uma falta perigosa, mas Diego Torres cobrou e a bola foi em cima da barreira. O Alvinegro até que começou bem, mas acabou recuando demais. Quando tentou a investida pelo setor esquerdo de ataque, com Thiago Potiguar, a defesa regatiana recuperou.

Aos 13 minutos se deu o primeiro lance de perigo real do jogo e foi do CRB. Em cruzamento de Reginaldo Lopes pela direita, Hyuri recebeu a bola na área e, sozinho, finalizou, mas a bola caprichosamente, foi à direita do goleiro Dida. E o Galo acabou perdendo a grande oportunidade de abrir o placar. O Alvinegro respondeu aos 16 minutos. Em jogada trabalhada no campo de ataque, Echeverria colocou a bola na frente para Johnnathan, que ajeitou e bateu para o gol, mas a redonda esbarrou na defesa do Galo. Desta vez a chance perdida foi do Alvinegro.

Lance de CRB e ASA — Ailton Cruz

O CRB até que chegou aos 19 minutos, mas foi outra oportunidade desperdiçada pelo time de Roberto Fernandes, quando Luidy recebeu um bom lançamento, mas o goleiro Dida, atento ao lance, antecipou-se e ficou com a bola.

O jogo passava dos 20 minutos, era equilibrado, mas difícil para as duas equipes, e tinha poucas jogadas de finalização, uma vez que havia muitos erros de passes dos dois lados. O ASA cobrou um escanteio aos 28 minutos. Parecia a chance ideal de abrir o placar. Mas Echeverría bateu fechado e a bola foi na rede pelo lado de fora, assustando o goleiro Edson Mardden. O Galo respondeu aos 31 minutos, quando Diego Torres lançou na área para Reginaldo, que mandou de cabeça, buscando Lucão, mas o goleiro Dida antecipou-se e ficou com ela.

O 1º tempo aproximava-se dos 35 minutos e os dois times não estavam bem em campo, sobretudo o CRB, que não acertava, não aproveitava as chances e não criava, enquanto o ASA, que poderia chegar, não levava tanto perigo ao adversário, criando poucas situações de gol.

Duelo foi duro tanto para o CRB quanto para o ASA — Ailton Cruz

Aos 35’, em cobrança de escanteio de Diego Torres, a defesa alvinegra chegou primeiro e afastou. Aos 39 minutos, de novo o Galo: Jiménez encontrou Reginaldo passando pela direita, o lateral cruzou e a bola resvalou na defesa alvinegra. Jogadores do CRB ficaram na bronca com o árbitro Rafael Carlos, pedindo pênalti, mas ele mandou o jogo seguir.

Três minutos depois, aos 42’, foi a vez de o ASA reclamar. Echeverria tentou cruzar dentro da grande área, mas Gum chegou primeiro no lance e bloqueou, cedendo o escanteio. Os atletas alvinegros também ficaram na bronca, pendido pênalti e, novamente, o árbitro não deu ouvidos, desta vez aos alvinegros, e mandou a partida seguir.

Rafael Carlos Salgueiro decretou dois minutos de acréscimos e o embate ainda foi encerrado um minuto depois, aos 48’, com a igualdade no placar anotada: 0 a 0 no Rei Pelé.

CRB e ASA não fizeram uma boa partida — Ailton Cruz

2º tempo

A bola mal começou a rolar para a segunda etapa e já surgiu o primeiro gol do jogo. E foi do time alvirrubro! Aos 2 minutos, Hyuri achou Reginaldo Lopes – o melhor do Galo em campo na partida – livre, pela direita, e o lateral bateu cruzado, sem chances para o goleiro Dida: CRB na frente: 1 a 0.

O Alvinegro respondeu aos 3 minutos. Thiago Potiguar recebeu a bola dentro da área, mas chutou por cima do gol de Edson Mardden, para alívio do time do CRB. O time de Arapiraca não estava de bobeira. Depois que levou o gol, foi para cima do adversário, cresceu e conseguiu o gol de empate aos 14 minutos. Thiago Potiguar cobrou a falta, o zagueiro Martony subiu sozinho e só fez cabecear para o gol. Tudo igual no Trapichão: 1 a 1. Os jogadores do CRB reclamaram de impedimento do zagueiro do alvinegro no momento do gol, mas o árbitro confirmou o tento.

Aos 18 minutos o Regatas respondeu. Hyuri cruzou e a defesa do ASA afastou. Na sobra, Diego Torres tentou bater colocado, mas a zaga alvinegra bloqueou. E, após ficar na bronca e discutir com a assistente Brígida Cirilo, o técnico Roberto Fernandes, do CRB, acabou sendo expulso, aos 20 minutos.

Momento de comemoração do gol do CRB — Ailton Cruz

O ASA cresceu em campo, adiantou as suas linhas, pressionando a saída de bola do CRB, que estava apático em campo. Mas quando o Alvinegro era melhor, eis que veio o segundo gol do CRB. Aos 32 minutos, Regis cruzou na área, Hyuri apareceu entre os zagueiros e mandou de cabeça para guardar no fundo da rede e botar o CRB na frente no placar: 2 a 1.

A partida se encaminhava para os 45 minutos e o CRB tentava ampliar o placar. Aos 44’, Diego Torres pegou a sobra da bola, de fora da área, e chutou forte, mas viu o goleiro Dida fazer uma grande defesa e evitar o terceiro gol regatiano. O árbitro determinou cinco minutos de acréscimos e o jogo iria até os 50 minutos. O CRB passou a administrar o placar e a vitória, sem pressa alguma, e, prontamente aos 50 minutos, o árbitro encerrou a partida, dando o apito final: CRB 2×1 ASA.

Momento da comemoração do gol de empate do ASA — Ailton Cruz

CRB – Edson Mardden; Reginaldo Lopes, Gum, Ewerton Páscoa e Guilherme Romão; Claudinei, Jorge Jiménez (Régis) e Diego Torres; Hyuri, Luidy (Darli) e Lucão. Técnico: Roberto Fernandes.

ASA – Dida; Jonas (Xande), Martony, Marcelo e Ítalo; Johnnathan (Marcos Antônio), Zé Wilson, Dinda (Gabriel) e Echeverria (Erivan); Thiago Potiguar (Aquiraz) e Daivison. Técnico: Lorival Santos.

Árbitro – Rafael Carlos Salgueiro (CBF).

Assistentes – Brigida Cirilo Ferreira (FIFA) e Wellington Thiago de Almeida (FAF).

Quarto árbitro – Gleiton Lins Vieira (FAF).

Fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente