A Hora da Notícia

CPI da Covid será instalada no próximo dia 27; acesso à reunião será restrito

Membros da comissão terão de ir ao Senado para a eleição do presidente e do vice-presidente; votação 'drive-thru' será permitida; presidência do Senado divulgou regras da primeira sessão
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Óbitos por covid no Brasil foto: Michael Dantas, AFP

O senador Otto Alencar (PSD-BA) convocou, para o próximo dia 27, a primeira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. No encontro, os 11 membros titulares devem eleger o presidente e o vice-presidente do colegiado.

A convocação foi confirmada nesta segunda (19) à GloboNews pelo senador – que, como membro mais velho da CPI, aos 73 aos, tem a prerrogativa de conduzir a eleição da mesa.

A maior parte dos integrantes da CPI já fechou acordo para que a presidência fique com Omar Aziz (PSD-AM) e a vice-presidência com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do pedido de criação da comissão. Pelo entendimento, Renan Calheiros (MDB-AL) será designado relator.

Com menos chances na disputa, o senador Eduardo Girão (Pode-CE) anunciou que também é candidato ao comando do colegiado.

Havia a expectativa de que a CPI fosse instalada já nesta quinta-feira (22). Segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti no G1, o governo pressionou por mais tempo a fim de elaborar uma estratégia de atuação no colegiado. Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou ao colunista que Rodrigo Pacheco também atuou para adiar a primeira reunião da CPI.

A CPI da Covid foi criada para investigar ações e omissões do Executivo na pandemia e para fiscalizar a aplicação de recursos federais por estados e municípios.

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), só fez a leitura do pedido de abertura de CPI, na semana passada, após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.https://c046ca0aa52592b9d5b8870c1616eefe.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Regras para a reunião

Pacheco assinou nesta segunda um ato com as regras específicas para a reunião de instalação da CPI. As normas levam em conta o momento mais grave da pandemia de Covid no país.https://c046ca0aa52592b9d5b8870c1616eefe.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

De acordo com o ato do presidente do Senado, o acesso ao plenário da CPI será reservado a senadores e a poucos funcionários da Secretaria Geral da Mesa, da Secretaria de Comunicação Social e da Polícia Legislativa.

Haverá distanciamento social realizado por meio da limitação de cadeiras no local. Somente a Agência Senado e a TV Senado poderão fazer registros fotográficos e transmissão de imagens.

Senadores poderão participar das discussões de forma virtual. Contudo, para participar da eleição do presidente e do vice, os integrantes da CPI deverão comparecer ao Senado.

Os integrantes que desejarem poderão participar da votação em urnas que serão colocadas do lado de fora do plenário da CPI e na garagem do Senado, na modalidade “drive-thru”.

Ainda conforme o ato, após a instalação, caberá ao presidente da CPI e seus integrantes definir como o colegiado funcionará.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente