A Hora da Notícia

CRB vence o Aliança, pelo Campeonato Alagoano, e entra no G4: 2 a 0?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Teste Banner Anuncio Titulo Post

Ailton Cruz

Não é São João, é carnaval, mas o CRB pulou uma verdadeira fogueira em partida neste domingo (27), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, ao vencer o Desportivo Aliança, no sufoco, por 2 a 0. A partida foi válida pela 5ª rodada do Campeonato Alagoano.

Com esta vitória suada e importante o Galo é agora é o 4º colocado, estando no G4, é claro, com 8 pontos; enquanto o Aliança é o 7º colocado, somando apenas os mesmos 2 pontos. Os gols do Galo foram de Alan Uchoa e Anselmo Ramon, ambos na etapa final. Clique aqui para ver o Tempo Real

O Regatas volta a campo já na próxima quarta-feira (02), no Luso Brasileiro, mas pela Copa do Brasil, contra a Portuguesa-RJ, às 21h30. Com o calendário apertado, o time de Marcelo Cabo tem também duelo pesado pelo Alagoano, no dia 8 de março (terça), às 20h, contra o ASA, no Rei Pelé, pela 6ª rodada.

Já o Aliança recebe o Murici, pelo Estadual, na quarta (09), às 16 horas, no Estádio Universitário/Ufal. Antes disso, porém, o time tem compromisso pela Copa Alagoas, quando entra em campo no dia 5 de março (sábado que vem), às 16h, quando vai enfrentar o CEO, também no estádio da Ufal.

1º Tempo

CRB e Aliança jogaram pela 5ª rodada do Alagoano – Foto: Ailton Cruz

O jogo começou com o Aliança postado mais atrás esperando o CRB, que tinha dificuldades de atacar, apesar de ter maior volume de jogo. Passado dos 10 minutos, o CRB caiu de rendimento e o Aliança cresceu um pouco. E, aos 15 minutos, Aliança ainda chegou a fazer o gol, com Leo, após cobrança de escanteio. Só que, para sorte do Galo, estava em condição de impedimento e foi anulado.

Depois do susto, o CRB tentava tocar a bola, manter a posse, mas o ferrolho do Aliança na defesa era muito eficiente. E o relógio passava dos 20 minutos de bola rolando e o que se via no primeiro tempo era um jogo que deixava a desejar no Rei Pelé, sem ter havido nenhuma finalização. Até então, o Galo tinha sido flagrado três vezes no impedimento: com Reginaldo, duas vezes, e com Bryan.

Aos 26 minutos, o Aliança tentou, arriscou, quando Vam Baster soltou uma bomba, de longe, mas o goleiro do CRB encaixou e fez a defesa. A primeira boa tentativa do Galo se deu aos 34 minutos, quando Gustavo Apis conseguiu a boa jogada na direita, cruzou do lado direito para Bryan, que cabeceou no chão e a bola acabou subindo demais, desperdiçando a chance.

Chegando aos 37 minutos, o que se via no jogo era que o Galo tinha posse de bola, mas não tinha eficiência nas finalizações, tinha muita dificuldade para criar chances. Aos 39’, o Aliança tentou uma pressão, pelo lado direito, mas não conseguiu finalizar com qualidade e o goleiro Diogo Silva ficou com a bola.

Aos 45 minutos, Willames cobrou escanteio, mandando na área e Diego Ivo afastou. O lateral voltou a cruza e Filipe André finalizou, mas foi para fora. O árbitro decretou 3 minutos de acréscimos, depois mais um e a partida foi encerrada aos 49 minutos, sem ninguém mexer no placar: 0 a 0. E o torcedor do CRB que foi ao jogo começou a chiar, ficar na bronca no estádio.

2º Tempo

Olha o autor do segundo gol do CRB: Anselmo Ramon – Foto: Ailton Cruz

No intervalo, o técnico Marcelo Cabo mandou logo três substituições a campo, inclusive colocando jogadores considerados titulares no CRB: Marcinho, Anselmo Ramon e Richard. Mas quem quase marcou foi o Aliança. Vam Baster mandou belo cruzamento, Leo cabeceou muito bem, no ângulo, e o goleiro Diogo Silva salvou, com a ponta dos dedos, aos 3 minutos.

O duelo se aproximava dos 10 minutos e ainda não tinham surtido efeito as substituições do treinador regatiano, pois o Galo tinha dificuldades porque não acelerava as jogadas no meio de campo. Quanto ao Aliança, esperava o CRB para tentar o contra-ataque e chegou assustando aos 11’. Vam Baster tentou uma bomba de fora da área, a bola desviou e Filipe André não aproveitou a sobra para finalizar.

O tempo passava e o CRB ficava apenas tocando a bola no campo de ataque, sem infiltrar, só mantendo a posse. Aos 14min, quando Alan Uchoa cruzou foi para a bandeira de escanteio, onde não tinha ninguém, deixando a torcida regatiana na bronca. Aos 18min, em jogada trabalhada no ataque, Marcinho tocou para Anselmo Ramon, que mandou um chutaço, mas a bola foi por cima e a chance foi perdida pelo time regatiano.

O time do Galo seguia mal em campo, parecia desentrosado, partia para o ataque e deixava o Aliança com espaços. Mas isso preocupava a torcida regatiana, insatisfeita no Rei Pelé. Aos 24min veio uma boa jogada do Galo. Richard recebeu a pelota na área e chutou cruzado, obrigando o goleiro Luiz Fernando pegar em dois tempos.

Aos 33min, o Aliança teve uma grande chance de abrir o placar. Adriel cruzou com perigo, a bola pingou na frente de Diogo Silva e Willames não conseguiu mandar para o gol. Mas aos 35’, quem conseguiu o gol foi o CRB. Gustavo Apis cobrou a falta, o cruzamento foi bem venenoso, na primeira trave, e o zagueiro Alan Uchoa deu um pequeno desvio, de cabeça, fazendo a bola morrer na bochecha da rede: 1 a 0.

Depois do gol, o CRB se animou e quase fez o segundo aos 41 minutos. Reginaldo cruzou com veneno, buscando Anselmo Ramon, e o goleiro do Aliança teve que fazer verdadeiro milagre para salvar e tirar o perigo. Se não foi desta vez, o segundo gol do CRB veio aos 46 minutos. O Aliança disparou totalmente para o ataque, gerando um contra-ataque mortal, com Richard do lado direito, que cruzou para Anselmo Ramon, ele desviou, a bola bateu em Leo e entrou no gol vazio: 2 a 0.

Sem tempo para mais nada e já com os 4 minutos de acréscimos completados, o segundo tempo foi encerrado pontualmente aos 49 minutos, com a vitória suada do CRB sobre o Aliança sacramentada: 2 a 0.

CRB bateu cabeça durante todo o 1º tempo, mas se safou na etapa final – Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica:

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Diego Ivo, Alan Uchoa e Bryan (Raul Prata); Yago (Claudinei), Jean Patrick e Rafael Longuine (Richard); Émerson (Marcinho), Alan James (Anselmo Ramon) e Gustavo Apis. Técnico: Marcelo Cabo.

Aliança – Luiz Fernando; Adriel, Jean, Henrique e Williames; Léo, João Clériston e Vam Baster (Ferrugem); Jonathan, Bebel (Guilherme) e Felipe André. Técnico: Wellington Silva (interino).

Árbitro – Denis Ribeiro Serafim (FAF).

Assistentes – Esdras Mariano de Lima Albuquerque (FAF) e Wellington Thiago de Almeida Fontes Nascimento (FAF).

Quarto árbitro – Massau Claudino do Nascimento Silva (FAF).

  • Foto: Ailton Cruz

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente