A Hora da Notícia

Cruzeiro vence o clássico contra ASA, de virada, pela 5ª rodada da Copa Alagoas: 2 a 1

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Reprodução/ElevenSports

Teve derby arapiraquense cheio de emoções na noite desta quarta-feira (16). Cruzeiro-AL e ASA se enfrentaram no Coaracy da Mata Fonsenca, em Arapiraca, pela 5ª rodada da Copa Alagoas 2022. Júnior Viçosa abriu o placar para o Alvinegro, porém o Azulão do Agreste conseguiu virar com gols de Pedrinho e Maycom. Todos os tentos ocorreram na etapa inicial.

Calendário

Com a derrota, o ASA perdeu a invencibilidade na temporada 2022 e a chance de se isolar na liderança do Grupo A. Ainda assim, segue na ponta da tabela, com 10 pontos. No próximo sábado (19), às 16h, recebe o FF Sport Atalaiense, no Fumeirão. Por sua vez, o Cruzeiro atingiu a mesma pontuação e pulou da 4ª para a 2ª posição da chave oposta. No domingo (20), recebe o Dimensão Saúde, no mesmo horário e estádio.

Primeiro tempo

A etapa inicial do derby foi muito movimentada com quatro chances de gols para o Cruzeiro e três a favor do ASA, e três bolas na rede. O Azulão se fechou muito bem quando o Alvinegro atacou. Ou seja, o Gigante começou mais ligado, ofensivo na partida, na pressão. Com um minuto de jogo, Assis levantou a bola na área, Júnior Viçosa ficou com rebote após bate-rebate e quase abriu o placar. O chute cruzado passou perto da trave direita. Aos 10’, Assis novamente avançou até a linha de fundo e cruzou para o ídolo, que de costas, girou o corpo chutando de canhota, direto no alvo. Baita golaço! 1 a 0 ASA.

O Azulão não se intimidou com a desvantagem. Saiu um pouco mais para o jogo e também ameaçou. Aos 18’, Pablo, camisa 11, correu em direção ao gol, finalizou de direita, colocado, mas Deola fez a defesa sem problemas. Em nova investida do Azulão, Cristiano pegou uma sobra de bola da meia esquerda ofensiva chutou no de fora da área, mas Deola, ligado, espalmou para escanteio, salvando o Alvinegro.

Junior Viçosa foi o primeiro a balançar a rede no clássico entre as equipes do interior – Foto: Remir Peixoto /Ascom ASA

O ASA respondeu em contra-ataque, quase ampliando o placar. Xande recebeu em velocidade, correu do meio de campo até o ataque pela ponta esquerda e finalizou para fora. A bola passou por baixo de Diogo, por cima. Até que no lance seguinte veio o empate. Pinheiro cruzou na grande área, Pedro escorou de cabeça e Pedrinho acertou pancada no ângulo de Deola sem deixar a pelota cair. Golaço! 1 a 1 no Fumeirão.

O Cruzeiro que estava melhor que o ASA no controle das ações, ficou ainda mais motivado com o empate e avançou a marcação até conseguir virar o marcador nos acréscimos. Max cobrou escanteio, Everton cortou, André jogo novamente na área, Maycon dominou, mostrando categoria e frieza, e só escolheu o canto, empurrando para o fundo das redes: 2 a 1 para cima do arquirrival.

Segundo Tempo

A etapa final ficou muito pegada, com excesso de faltas. A partida perdeu a qualidade técnica e sobrou nos toques errados e número de cartões amarelos (nove). Também houve muitas substituições (sete), paralisações e desentendimento entre os jogadores. A postura das equipes foi a seguinte: o ASA buscou mais o gol e o time de Elenilson Santos ficou mais fechadinho, defendendo a vantagem.

Assim, o Alvinegro ameaçou aos nove e aos 11 minutos. No primeiro lance, Assis cobrou lateral, Júnior Viçosa escorou de cabeça, acionando Anderson Feijão, que perdeu a bola. Fidellis recuperou e tocou para Assis, que penetrou na grande área, mas chutou franco, facilitando a defesa de Deola.

As equipes pouco produziram no segundo tempo – Foto: Remir Peixoto /Ascom ASA

Na sequência, Assis jogou para a área da lateral direita, a zaga cortou e Anderson Feijão arriscou de fora da área para fora. O Azulão respondeu aos 13 minutos. Após bola lançada no meio de campo, Pablo pegou a sobra a e finalizou de canhota para fora, porque a pelota desviou na zaga. Não houve mais nada de jogadas ofensivas.

As equipes simplesmente esqueceram o futebol, fizeram muita cera. O árbitro ainda deu sete minutos de acréscimos. O ASA teve uma cobrança de falta, mas o goleiro Diogo defendeu com tranquilidade. Fim de papo em Arapiraca.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente