A Hora da Notícia

CSA abre grande vantagem, vê Brusque chegar perto, mas vence em Santa Catarina: 3 a 2

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

O CSA suou bastante para conquistar sua primeira vitória fora de casa nesta Série B. Os comandados do técnico interino Adriano Rodrigues abriram três gols de vantagem, viram o Brusque anotar dois tentos em sequência, mas conquistaram a vitória por 3 a 2 em Santa Catarina. A partida deste domingo (11) foi realizada no Estádio Augusto Bauer, situada na cidade que carrega o mesmo nome da equipe mandante, e fechou a 10ª rodada.

Lucão e Bruno Mota marcaram de cabeça no início do primeiro tempo e Marco Túlio, na segunda etapa, completou o placar azulino. Edu e Thiago Alagoano anotaram os tentos da equipe catarinense

Veja como foi a partida através do Tempo Real da Gazetaweb

Com este resultado, o time do Mutange respira um pouco, somando agora onze pontos e com um jogo a menos. Os azulinos ocupam a 13ª colocação. Já o Quadricolor segue na 9ª posição com os mesmos 13 pontos.

As duas equipes terão pouco tempo de preparação para os seus próximos desafios, que serão já nesta quarta-feira (17). Ás 19h, o Azulão recebe o Goiás no Rei Pelé. Mais tarde, às 21h30, o Brusque encara o Remo em Belém do Pará, no Baenão. As partidas serão válidas pela 11ª rodada.

Equipes voltarão a campo já nesta quarta – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

Primeiro tempo

A partida teve um bom início, com certa movimentação. As duas equipes conseguiram chegar ao ataque. O Azulão conseguiu finalizar mais, mas os donos da casa levaram mais perigo. Apesar disso, foi o time marujo que abriu o placar. Em cobrança de falta, Cajá levantou na medida para Lucão, sozinho, cabecear no cantinho do goleiro Jefferson e pintar o 1 a 0 no marcador logo aos 12 minutos.

Os azulinos estavam no gás e conseguiram chegar ao segundo gol dois minutos depois. Kevyn chamou o adversário pra dançar na ponta esquerda, invadiu a área pela linha de fundo, cruzou para trás e encontrou Bruno Mota, que, de cuca legal, estufou as redes quadricolores.

Depois de serem pegos desprevenidos, os catarinenses passaram a dominar as ações ofensivas da disputa. Foi aos 20′ que a equipe do interior catarinense teve a sua primeira grande chance, quando Edu obrigou Thiago Rodrigues a fazer uma grande defesa em um chute de primeira após receber lançamento.

Assim, os azulinos passaram a tomar uma postura mais defensiva e criou chances em jogadas de contra-ataque. Esse panorama perdurou durante todo o restante do primeiro tempo. Na reta final, o Quadricolor conseguiu engatar duas grandes chances com Thiago Alagoano, ex-ASA, e com Fillipe Soutto aos 40′ e 44′ respectivamente. O arqueiro marujo salvou o Azulão com duas defesaças.

Antes, na faixa dos 42′, os catarinenses ficaram na briga com o árbitro. Após cruzamento, Thiago Alagoano cabeceou, a bola bateu no zagueiro Lucão e os jogadores do Brusque reclamaram pedindo pênalti. O juiz negou e a bola seguiu rolando até os 48 minutos, após três de acréscimo, e a etapa inaugural chegou ao fim com a boa vantagem azulina: 2 a 0.

Com a vantagem, azulinos viram os quadricolores investirem bastante pelas pontas – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

Segundo tempo

A etapa complementar começou com o Quadricolor apertando, mas o Azulão chegou ao terceiro pouco tempo após a bola voltar a rolar. Após boa jogada, Bruno Mota acionou Marco Túlio, que soltou uma bomba de fora da área. O goleiro Jefferson até tocou na bola, mas não conseguiu evitar o tento marujo aos 6′.

Posteriormente, o técnico Jerson Testoni botou duas peças novas em campo e o Brusque diminuiu. Após cruzamento de Bruno Alves, Edu fez o giro dentro da área, bateu no canto direito do goleiro azulino e colocou a equipe quadricolor na partida.

Assim como o Azulão no primeiro tempo, o time catarinense conseguiu marcar dois gols em um curto período de tempo. Aos 20 minutos, Thiago Alagoano aproveitou um lançamento preciso de Airton para finalizar de primeira e marcar um golaço. Com a vantagem diminuida para apenas um gol, os catarinenses se lançaram de vez ao ataque.

O time marujo, que apenas via o adversário pressionar e buscava se defender ao máximo, não conseguiu encaixar os poucos contra-ataques que tentou. O Brusque aumentava a pressão a cada minuto que passava. Thiago Alagoano chegou a ter a chance de ouro aos 39′, quando ficou cara a cara com o arqueiro azulino, mas chutou pra fora e não conseguiu vencer seu chará.

Com o jogo muito movimentado, mas recheado de faltas, o árbitro baiano prolongou a partida em seis minutos. Os acréscimos se passaram sob forte “chuveirinho” da equipe quadricolor, mas a defesa azulina conseguiu se segurar e a peleja se encerrou aos 51′ com os 3 a 2 ao seu favor.

Brusque ameaçou bastante, mas a defesa azulina foi sólida até o fim e garantiu a vitória – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

Ficha técnica

Brusque – Jefferson Paulino; Toty (Bruno Alves), Ianson, Everton Alemão e Airton; Zé Mateus, Fillipe Soutto (João Carlos), Diego Mathias (Garcez) e Gabriel Taliari (Bruno Lopes); Edu e Thiago Alagoano. Técnico: Jerson Testoni.

CSA – Thiago Rodrigues; Ewerthon (Reinaldo), Matheus Felipe, Lucão e Kevyn; Yuri (Wellington), Geovane, Renato Cajá (Yago) e Gabriel; Marco Túlio (Aylon) e Bruno Mota (Dudu Beberibe). Técnico: Adriano Rodrigues.

Árbitro – Emerson Ricardo de Almeira Andrade (BA).

Assistentes – Daniella Coutinho Pinto (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA).

Quarto árbitro – Diego da Costa Cidral (SC).

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente