A Hora da Notícia

CSA começa perdendo, mas arranca empate com o Bahia em jogo pela Série B: 1 a 1

Teste Banner Anuncio Titulo Post

CSA começa perdendo, mas arranca empate com o Bahia em jogo pela Série B: 1 a 1

Não foi desta vez que o CSA conseguiu a vitória na Série B. Mas, dos males, o menor. Na noite desta sexta-feira (22), o Azulão ficou no empate por 1 a 1 com o Bahia, em partida válida pela 3ª rodada da Segundona, no Estádio Rei Pelé. Esse foi o segundo empate azulino na competição deste ano. O primeiro foi contra o Ituano, por 0 a 0.

Os gols da noite foram assinalados por Luiz Otávio, para o Bahia, e por Dalberto, para o CSA, ambos no primeiro tempo. Clique aqui para ver o Tempo Real

Com este resultado, o Azulão soma 2 pontos e ocupa a 15ª posição na tabela da Segundona. Enquanto o Tricolor baiano, com 7 pontos, segue na liderança da competição.

O próximo desafio do time azulino na Série B (4ª rodada) será já na próxima terça-feira (26), quando visitará o Brusque-SC, no Augusto Bauer, às 20h30. Mas neste sábado (23) o time azulino enfrenta o Cruzeiro de Arapiraca-AL pela Seletiva da Copa do Brasil de 2023, no Coaracy da Mata Fonseca, às 19h. Com o calendário apertado, com um jogo 24 horas depois, o técnico Mozart Santos deve usar um time alternativo neste embate. https://b1774580a7ce3f0f0d55276b190de895.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

E o Bahia vai enfrentar o Sampaio Corrêa, também na terça-feira (26), pela 4ª rodada da Segundona, na Arena Fonte Nova, em Salvador, mas um pouco mais tarde, às 21h30.

Jogadores do Bahia comemoram o gol no Rei Pelé – Foto: Ailton Cruz

1º Tempo

O jogo começou com o meio de campo do Bahia controlando bem a bola e mantendo a posse no primeiro minuto. Aos 2′, o Bahia teve uma falta em seu favor. Daniel cobrou na área e Marcelo Carné saiu de soco para afastar. Depois, na sobra, veio a cabeçada de Jacaré, mas a bola foi por cima da trave.

Passando dos 5 minutos e só dava Bahia no jogo, que já tinha feito quatro finalizações. Enquanto o Azulão, toda vez que saía da intermediária, perdia a bola, já deixando a sua torcida na bronca, que foi em bom número ao estádio. E passando dos 10 minutos, o time azulino seguia sem assustar e nenhum momento.

Depois de muito tempo, o CSA conseguiu duas jogadas no ataque: uma com Dalberto, aos 12min, quando a bola foi cruzada da esquerda, Bruno Mezenga ajeitou de peito para Dalberto, que chutou rasteiro, mas a bola foi na rede pelo lado de fora; a outra com Gabriel, aos 13min, que avançou pelo meio e finalizou no meio do gol, mas o goleiro defendeu sem problemas.

Mesmo assim, o Bahia seguia dominando e, aos 15 minutos, fez o seu primeiro gol na partida. Dentro da área azulina, após uma verdadeira bagunça na defesa do CSA, que deu bobeira, a bola sobrou e Luiz Otávio aproveitou para guardar: 1 a 0.

Aos 21′, o CSA cobrou uma falta com Osvaldo, mas Danilo Fernandes foi lá no alto e tirou o perigo. Aos 22′, Osvaldo entregou a bola da lateral para o meio de campo, Gabriel mandou uma bomba, mas sem sucesso, pois a redonda foi por cima. Nesse momento, o Azulão atacava melhor, deixando a zaga do Bahia preocupada, mas não tinha qualidade. Em um dos momentos, do meio de campo, Dalberto recebeu uma bola incrível, mas não chegou a tempo para finalizar.

Aos 26min, Bruno Mezenga recebeu de Ernandes, da lateral esquerda, e cabeceou errado, de frente para o gol, mandando a bola muito por cima. A partida passava dos 30 minutos, o CSA tinha buscado a reação, mas não levava assim tanto perigo ao adversário e seguia com a desvantagem no placar.

Aos 32min, a zaga do CSA dormiu mais uma vez, deixando Davó finalizar, mas Marcelo Carné, com muito esforço, conseguiu pegar a bola e tirar o perigo, que poderia ter resultado no segundo gol dos baianos. Chegando aos 38 minutos, o CSA melhorou, mas não acertava nas finalizações.

Aos 40 minutos, Bahia perdeu a bola no campo de defesa, Gabriel foi lançado e chutou para o gol, com Danilo Fernandes adiantado, mas não teve êxito, pois o goleiro recuperou-se a tempo e espalmou, mandando a bola para escanteio. Mas se não deu nesse lance, aos 43′ deu certo para o Azulão. Com passe de Osvaldo pela esquerda, Dalberto recebeu uma bola perfeita para enfiar de cabeça no fundo da rede, para fazer o gol do empate no Rei Pelé: 1 a 1.

E só teve tempo para a comemoração do gol azulino, pois aos 48 minutos, após os 3 dados pelo árbitro, de acréscimos, a partida foi encerrada em sua primeira etapa, com tudo igual no placar.

Momento da comemoração do gol de empate do CSA – Foto: Ailton Cruz

2º Tempo

No segundo tempo, o CSA chegou a fazer o seu segundo gol, mas após verificar no VAR, o árbitro invalidou o lance, alegando impedimento de Bruno Mezenga, que mandou a bola no fundo da rede, aos 2 minutos.

Aos 6′, o Bahia assustou. Davó recebeu a bola em velocidade e ele finalizou, mas Carné evitou o segundo gol tricolor, pois mandou a bola para escanteio. Aos 8min de novo o Tricolor. Após cobrança de escanteio, na sobra, Luiz Otávio ajeitou para Daniel chutar, mas Carné voou e espalmou, mandando para escanteio.

Aos 17min, o CSA chegou com Ernandes, que chutou rasteiro, mas Jonathan rebateu de carrinho e mandou a bola para escanteio. Nesse momento o jogo esquentou. A resposta do Bahia veio aos 19min. Pelo meio, a bola chegou em Luiz Otávio, que entregou de volta para Jacaré. Ele finalizou nas mãos de Marcelo Carné, que espalmou para fora, dando a chance de outra finalização, mas foi mal feita e a posse foi do CSA

Os times começaram a fazer suas modificações. No Azulão, por exemplo, veio a estreia do atacante Sassá, aos 21 minutos. Aos 23′, o arbitro checou o lance em que o lateral Ernandes pisou no pé de Rildo, no primeiro lance do jogador em campo. Mas o árbitro, após ver no VAR mandou o jogo seguir.

Passando dos 30 minutos, o CSA se retraiu, diminuiu o ímpeto na partida. A essa altura, mais mudanças foram feitas na escalação das duas equipes. Com as mudanças o time azulino voltou a dominar a partida, pressionava. Quanto ao Sassá, ainda não tinha correspondido aos anseios da torcida azulina.

Aos 36min, Luiz Otávio escorregou, perdeu a bola, recuperou e mandou um pombo sem asa para a meta azulina, mas Carné desviou a pancada. O CSA respondeu aos 38′, Sassá recebeu bola pela esquerda, dominou e finalizou, mas a bola foi alta demais. Chegando aos 40 minutos, o que se via era que o Azulão seguia pressionando. O Bahia ainda tentou, mandou a bola no fundo da rede, mas o assistente marcou o impedimento e o gol não valeu.

Aos 45 minutos, o árbitro decretou 6 de acréscimos. O Bahia ainda teve um jogador expulso aos 47′, André, por agressão a Lucas Barcelos, do Azulão. Quando o jogo seguiu, o CSA ainda tentou, em busca do segundo gol, mas ele não veio e o duelo foi encerrado aos 51 minutos com a igualdade no placar: 1 a 1.

CSA e Bahia, pela Série B, ficaram no empate por 1 a 1 – Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica

CSA – Marcelo Carné; Cedric, Wellington (Werley), Lucão e Ernandes; Geovane (William), Gabriel e Lourenço; Osvaldo (Lucas Barcelos), Dalberto (Sassá) e Bruno Mezenga. Técnico: Mozart Santos.

Bahia – Danilo Fernandes; Jonathan (André), Luiz Otávio, Didi e Mateus Bahia; Emerson Santos (Falcão), Rezende (Patrick) e Daniel (Rildo); Marco Antônio, Vitor Jacaré (Djalma Silva) e Davó. Técnico: Guto Ferreira.

Árbitro – Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

Assistentes – Cristhian Passos Sorence (GO) e Tiago Gomes da Silva (GO).

Quarto Árbitro – Jonata de Souza Gouveia (AL).

Árbitro de Vídeo – Caio Max Augusto Vieira (RN).

Assistente de VAR – Ciro Chaban Junqueira (DF).

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente