A Hora da Notícia

Defesa Civil Nacional reforça alerta de mais chuvas fortes em Alagoas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Após as chuvas, as águas do rio ainda continuam elevadas / Foto: Márcio Ferreira

A Defesa Civil Nacional reforça o alerta para o risco de chuvas intensas durante o fim de semana em Alagoas. Conforme as informações, existe a possibilidade de inundações, alagamentos e enxurradas entre as cidades de Maragogi, em Alagoas, e João Pessoa, na Paraíba. 

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) da Defesa civil Nacional opera em alerta máximo (vermelho) e já mobilizou e enviou duas equipes do Grupo de Apoio a Desastres (Gade) para Maceió, capital alagoana.

De acordo com as informações do coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres do Cenad, Tiago Molina Schnorr, as medidas de prevenção que devem ser tomadas pela população das regiões castigadas pelas fortes chuvas com o objetivo de minimizar os danos.

“São recomendadas diversas ações para proteger a população. A primeira é ficar bastante atento para as informações publicadas pelos órgãos oficiais, principalmente os locais. Além disso, é preciso ter cuidado com as notícias não oficiais, que nem sempre estão corretas e podem trazer risco adicional”, destaca Schnorr.

Uma das principais recomendações é para que as pessoas se inscrevam nos serviços de alerta, enviando um SMS para o número 40199. Assim, em caso de uma situação de desastre, será enviado um alerta on-line. Outra sugestão é ficar sempre atento ao Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_), que publicarão atualizações em tempo real.

O coordenador-geral do Cenad também explicou o que deve ser feito nos locais com risco de deslizamento. “É importante que a população fique atenta a qualquer sinal de movimentação do terreno, rachaduras, árvores e postes inclinados. Se houver risco iminente, a residência deve ser desocupada imediatamente”, alertou Tiago Schnorr. “Também é importante a atenção a qualquer sinal de elevação de rios, alagamentos e enxurradas nas ruas e à subida das águas, para não serem pegos desprevenidos. Além disso, deve-se desligar aparelhos de energia da tomada, a chave-geral, encanamento de gás e de água”, acrescenta.

Os municípios atingidos devem se cadastrar no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Na ferramenta, é possível elaborar Planos de Contingência; registrar desastres ocorridos no município/estado; solicitar o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública; solicitar recursos federais a partir da elaboração de formulários on-line; consultar e acompanhar as solicitações de reconhecimento e de repasses para ações de resposta e de recuperação, e buscar informações sobre recorrências de desastres com base em dados oficiais. A plataforma pode ser acessada neste link.

*Com Assessoria 

FONTE: Cadaminuto.com.br

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente