A Hora da Notícia

Deputado sugere extensão do horário de funcionamento de restaurantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Deputado sugere extensão do horário de funcionamento de restaurantes

O deputado estadual Cabo Bebeto falou, na sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) desta quinta-feira (11), sobre a situação preocupante em que donos de bares e restaurantes e representantes do setor de eventos se encontram, após o novo decreto do Governo de Alagoas.

O parlamentar reforçou que defende a diminuição no número de pessoas em cada estabelecimento, mas fez um pedido ao governador, Renan Filho, para que o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais seja flexibilizado ou estendido.

Cabo Bebeto citou um vídeo, que circula nas redes sociais, da empresária arapiraquense Rita do Peixe, no qual ela se emociona ao falar do prejuízo financeiro e, também, das demissões que teve de realizar. “Isso dói em quem é humano, em quem trabalhou pra ter suas coisas e agora enfrenta essa situação”.

“Se já reduziu a capacidade de cada ambiente, não há mais aglomeração. Por que reduzir o horário, quando deveria ser estendido?”, questionou, lembrando que os ônibus também são responsáveis pela contaminação e, no entanto, as frotas estão sendo reduzidas, o que gera mais aglomeração.

Cabo Bebeto usou a palavra para questionar por que a polícia que passa nos estabelecimentos apenas para fechá-los, e não para fiscalizar, também. “A viatura que devia fazer segurança pública, está sendo usada para fechar a empresa. E quando, há um mês, o empresário precisava do apoio da polícia, demorava meia hora para chegar”, disse, esclarecendo que defende o reforço do policiamento, mas que equipes do Ronda no Bairro e a Força Tarefa deveriam ter a função de fiscalizar as empresas, para que funcionem em conformidade com o decreto estadual.

O parlamentar falou sobre a indicação que fez com algumas sugestões de solução para o setor, como aumentar o efetivo de fiscalização; conceder auxílio empresarial de 30% em relação ao faturamento da empresa em 2019; auxílio financeiro aos funcionários de estabelecimentos que fecharem temporariamente; anistia dos impostos estaduais; e auxílio ao setor de eventos.

“O estado proíbe o cidadão de trabalhar, de ter sua receita para pagar o imposto, mas não abre mão da cobrança”, apontou. “O estado deve cobrar o que dá. Se há 100% de condições para trabalhar, cobre o total, mas se há apenas metade da capacidade para funcionar, cobre apenas a metade”.

Tratamento precoce

Após um aparte do deputado Silvio Camelo (PV), no qual ele falou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, evoluiu na avaliação da pandemia da Covid-19, Cabo Bebeto agradeceu e pontuou que gostaria de ver a mesma “evolução” no governo de Alagoas.

O deputado indagou por que, dentre os inúmeros hospitais inaugurados ano passado, não foi incentivado que cientistas testassem o tratamento precoce, que já foi defendido por médicos da área.

Ele lembrou, também, de uma live que realizou ano passado, com profissionais alagoanos da área da saúde que defendiam e recomendavam a aplicação do tratamento precoce contra a Covid-19 a seus pacientes.

Apartes

O deputado Francisco Tenório (PMN), em aparte à fala de Cabo Bebeto, concordou que o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais deve ser revisto, assim como a frota de ônibus do estado deve ser expandida. “A ALE é a voz da população, mas este canal não está sendo ouvido”.

Davi Maia (Democratas) também aparteou a fala do deputado Cabo Bebeto, e ratificou que os deputados irão insistir que suas vozes sejam levadas em consideração. “O que o governador está fazendo com os empresários é omissão de socorro”, afirmou.
Fonte – Jornal de Alagoas

#politica #politicaalagoana

fonte: blog.politicaalagoana.com.br

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente