A Hora da Notícia

Em partida marcada por erros defensivos, CSA perde para a Ponte Preta em Campinas: 2 a 1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

PontePress/Álvaro Jr

O CSA viu uma possibilidade de engatar uma sequência considerável de vitórias cair por terra nesta quarta (30). O Azulão saiu atrás, empatou após muito esforço, mas levou o segundo e acabou sendo derrotado para a Ponte Preta em Campinas, no Moisés Lucarelli, por 2 a 1. A partida foi válida pela sétima rodada da Série B.

Moisés marcou no primeiro tempo para a Ponte, Dellatorre empatou para o Azulão na segunda etapa e Thalles, no seu primeiro lance após entrar em campo, garantiu a vitória para os campineiros.

Veja como foi a partida através do Tempo Real da Gazetaweb

Com este resultado, o time marujo amarga o terceiro revés fora de casa e estaciona nos oito pontos, ocupando a 14ª colocação no momento. A Macaca, por outro lado, encerrou a seca e conquistou a primeira vitória na Segundona. Porém, os paulistas seguem na lanterna, com seis pontos.

Agora, o Azulão terá mais dois dias de preparação para encarar o Clássico das Multidões deste sábado (3). CSA e CRB entrarão em campo às 18h30 no Rei Pelé. Mais tarde, às 21h30, a Ponte jogará em Goiânia contra o Vila Nova, no Onésio Brasileiro Alvarenga, o OBA. Os jogos serão válidos pela oitava rodada.

Azulão amarga a terceira derrota fora de casa na Série B – Foto: PontePress/Álvaro Jr

Primeiro tempo

A partida iniciou bastante equilibrada, mas, depois dos cinco primeiros minutos, o Azulão tomou a iniciativa e passou a ocupar mais o campo ofensivo. A pressão rendeu dois lances de perigo em sequência.

No primeiro, aos 7′, os azulinos construíram uma boa jogada no lado direito, onde Gabriel deu um belo corta luz para Dellatorre chutar para fora. A jogada lembrou um pouco o segundo gol de Ronaldo pela Seleção Brasileira na final da Copa do Mundo contra a Alemanha. O segundo, aos 8′, foi protagonizado por Silvinho, que recebeu sozinho na área e chutou em cima do goleiro Ygor em uma chance incrível.

Posteriormente, a disputa foi esfriando e os goleiros só se esforçavam para cobrar alguns tiros de metas. A Macaca conseguiu produzir suas primeiras chances após a faixa dos 21 minutos, chegando após recuperar a bola no ataque e com levantamentos na área. O jogo foi encharcado de passes errados neste momento da partida.

O Azulão adiantou a marcação depois dos 35′ e conseguiu ocupar mais o campo ofensivo. Porém, foi a Ponte que abriu o placar. Geovane errou na saída de bola e cedeu para Dawhan. O volante ex-CSA lançou para Moisés, que entrou na área e balançou as redes aos 40′. Depois, o time marujo avançou novamente, mas terminou a primeira etapa, que foi esticada até os 46′, com a desvantagem.

Segundo tempo

O Azulão voltou para a segunda etapa sedento pelo empate. Os marujos chutaram algumas vezes e até fez o goleiro Ygor trabalhar. Depois da insistência, o time do Mutange conseguiu igualar. Renato Cajá pressionou a defesa, roubou a bola na ponta esquerda, invadiu a área e tocou para Dellatorre, sem goleiro, sair da seca de mais de um mês sem marcar e colocar a equipe de volta na partida.

Dellatorre marcou após ficar mais de um mês sem balançar as redes – Foto: Augusto Oliveira/CSA

Mesmo após muito esforço, o empate não perdurou muito tempo no placar. Aos 20′, o estreante André Luiz, que acabara de entrar em campo, fez um lindo lançamento para Rodrigão, que ajeitou para Thalles balançar o capim no fundo do gol logo na sua primeira participação na partida.

Depois dos 25 minutos, a Ponte conseguiu segurar bem a pressão maruja. Nos 30 em diante, o Azulão – sem volantes em campo naquele momento – passou a se lançar ao ataque, mas sem intensidade. Na reta final, o árbitro esticou a partida em 6 minutos, que se passaram sob intensa investida azulina. O jogo terminou aos 51′, com a derrota maruja.

Apesar da derrota, Renato Cajá fez boa partida e foi o destaque azulino – Foto: Augusto Oliveira/CSA

Ficha técnica

Ponte Preta – Ygor; Kevin, Ednei, Cleylton e Felipe Albuquerque; Dawhan (Ruan Renato), Marcos Júnior (André Luiz) e Camilo (Thalles); Richard, Moisés (Niltinho) e Rodrigão. Técnico: Gilson Kleina.

CSA – Thiago Rodrigues; Cristovam, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa; Geovane (Renato Cajá), Giva Santos (Yuri) e Gabriel (Bruno Mota); Yago (Reinaldo), Silvinho (Nadson) e Dellatorre. Técnico: Bruno Pivetti.

Árbitro – José Mendonça da Silva Júnior (CBF/PR).

Assistentes – Bruno Boschilia (FIFA/PR) e Jefferson Cleiton Piva da Silva (CBF/PR).

Quarto árbitro – Salim Fende Chavez (CBF/PR).

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente