A Hora da Notícia

Em reunião com a Anvisa, governador defende uso emergencial da vacina Sputnik

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Divulgação

O governador Renan Filho defendeu, na tarde desta terça-feira (06), em reunião por videoconferência com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso emergencial da vacina russa Sputnik-V. Mais cedo, em entrevista à Rádio Difusora, ele revelou que Alagoas comprou 2,2 milhões de doses do imunizante a um custo de aproximadamente R$ 120 milhões.

“A lei brasileira aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República diz que, se as vacinas já tiverem sido aprovadas por agências reguladoras, semelhantes à Anvisa, de grande porte, como por exemplo fora na Rússia, na Argentina, o Brasil tem cinco dias para expedir o uso emergencial da vacina, então isso precisa ter eficácia, precisa ser cumprido”, sustentou Renan Filho.

Segundo ele, o Estado está preparado para fazer o pagamento e iniciar a recepção das doses do imunizante.

“Já recebemos informativos da Rússia e, se a Anvisa aprovar, esperamos iniciar ainda em abril o recebimento de doses, o que é muito importante, porque o Brasil tem várias carências, mas a maior no momento é a carência de vacinas”, disse.

Renan Filho participou da reunião de governadores do Consórcio Nordeste com a Anvisa ao lado do procurador-geral do Estado, Francisco Malaquias. O Consórcio adquiriu 37 milhões de doses do imunizante.

“Se o Governo Federal for ressarcir os cofres do Tesouro Estadual, todas essas doses – já que estamos numa Federação – serão remetidas ao Plano Nacional de Vacinação. Agora, se o governo federal não for ressarcir, como esses recursos são dos alagoanos, nada mais justo que vacinemos o nosso povo”, defendeu.

fonte: TNH1

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente