A Hora da Notícia

Entrada de Lula não altera disputa majoritária em Alagoas

Gif-728x90-Master
BANNER-ANUNCIO-AHORADANOTICIA-JAND (2)

Entrada de Lula não altera disputa majoritária em Alagoas

Lula absolvido, sendo assim elegível, e um país com a política em efervescência. Com a decisão de segunda-feira, 8, do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin de anular todas as condenações impostas pela Justiça Federal do Paraná ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Operação Lava Jato, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria um candidato populista à altura. Ou não?

Para o analista político Marcelo Bastos, o quadro eleitoral sofreu mudanças consideráveis para o pleito de 2022 tanto no Brasil quanto em Alagoas. “Com a possível candidatura de Lula, o país irá ver novamente uma eleição polarizada entre a esquerda e a direita. Mais uma vez, o Brasil vai ficar dividido”, destacou. Outra consequência que a candidatura petista irá trazer às eleições é que os candidatos do centro não terão nenhuma chance. Doria, Luciano Huck, Sérgio Moro e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), segundo o analista, se tornariam “cartas fora do baralho”.

“Esses teriam alguma possibilidade, sem Lula, embora não estejam bem aspectados nas pesquisas. Mas com a volta do ex-presidente, esses serão apenas coadjuvantes no processo”, disse. A volta de Lula no cenário político também eliminaria candidatos de esquerda que poderiam se aproveitar dos eleitores do PT. “Ciro Gomes, Guilherme Boulos e Marina Silva passam também a não ter nenhuma chance”.
Fonte – Extra

#politica #politicaalagoana

fonte: blog.politicaalagoana.com.br

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente