A Hora da Notícia

“Fiquei feliz”, afirma Bolsonaro sobre os atos contra medidas restritivas

Presidente disse que dará resposta a apoiadores nesta quinta-feira (18/3), durante sua live semanal. Manifestações ocorreram no domingo
Gif-728x90-Master
BANNER-ANUNCIO-AHORADANOTICIA-JAND (2)

Bolsonaro foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (17/3) que “logicamente” ficou feliz com as manifestações, registradas no último domingo (14/3) em algumas cidades do país, contra medidas restritivas de governadores.

Durante conversa com apoiadores, Bolsonaro ainda afirmou que dará “uma resposta” a eles nesta quinta-feira (18/3), durante sua live semanal nas redes sociais. A conversa foi transmitida por um site simpático ao presidente.

“Logicamente, eu fiquei feliz. Acho que o Brasil todo gostou. Mostrou que o povo está vivo, os sentimentos democráticos estão aí valendo. Queremos nossa liberdade, queremos que todo mundo respeite a Constituição, tá certo? Pode deixar que a gente vai dar uma resposta para pessoal na live de quinta-feira”, declarou.

As manifestações de domingo foram marcadas por carreatas e atos a favor do governo e ocorreram no pior momento da pandemia no país, que se aproxima das 285 mil mortes.

Alguns apoiadores do presidente voltaram a pedir o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF), além de uma intervenção militar. Os dois pedidos são inconstitucionais.

Em Brasília, os simpatizantes pediram o fim do toque de recolher imposto pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Diversos carros, motociclistas e ciclistas participaram da manifestação, com bandeira do Brasil penduradas, e muitos transeuntes estiveram no local, sem máscara ou usando-as de forma errada.https://178a73a3780a629ff93d6c9bf559681d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Bolsonaro não compareceu ao ato, mas usou as redes sociais para mostrar a manifestação realizada por seus apoiadores, na Esplanada. No vídeo, além do buzinaço, é possível ouvir uma pessoa gritando: “A solução é o povo na rua, pelo amor de Deus”.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente