A Hora da Notícia

Flamengo vence o Internacional, assume liderança e fica a uma vitória do título

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Gabigol e Gerson – Flamengo x Internacional, Brasileirão foto: André Durão

O Campeonato Brasileiro de 2020 terá emoção até o “minuto final”. De virada, o Flamengo venceu o Internacional por 2 a 1 neste domingo, no Maracanã, e, de quebra, assumiu a ponta da tabela, abrindo dois pontos de vantagem sobre o Colorado. Líder pela primeira vez no torneio, o Rubro-Negro agora depende de uma vitória sobre o São Paulo, na quinta, para ser octacampeão nacional.

O Colorado, que se vencesse no Rio de Janeiro seria campeão, abriu o placar com Edenílson, mas o Rubro-Negro respondeu com gols de Arrascaeta e Gabriel Barbosa. Na próxima quinta, enquanto o time de Rogério Ceni visita o Tricolor no Morumbi, a equipe de Abel Braga recebe o Corinthians no Beira-Rio.

A história do jogo começou antes da bola rolar no Maracanã – e não apenas pela troca de farpas entre as diretorias. A ausência de Willian Arão foi lamentada internamente e com razão. Além de viver um bom momento, o volante que vinha sendo improvisado na zaga foi substituído por Gustavo Henrique, que cometeu pênalti infantil aos oito minutos – mais uma falha do camisa 2 na temporada, o que justifica a desconfiança da torcida sob o atleta. Edenílson, em cobrança perfeita no ângulo, abriu o placar para o Internacional.

Pelo Colorado, a escalação de Rodinei que movimentou o clube nos dias antes da decisão. Confirmado por Abel Braga após o pagamento de R$ 1 milhão ao Flamengo, por estar emprestado, o lateral-direito atuou dentro de suas características já conhecidas: forte no apoio ofensivo, frágil na defesa.

Foi pelo lado esquerdo de ataque, com Filipe Luís, Bruno Henrique e Arrascaeta, que o Flamengo mais criou, inclusive o lance do gol de empate. O lateral-esquerdo viu a subida de BH27, que ganhou na velocidade de Rodinei e, da linha de fundo, só rolou para o uruguaio empatar dentro da área, aos 28.

Apesar da maior posse de bola e de ter alternado o controle do jogo com o Inter, o Flamengo voltou a sofrer sustos no fim da primeira etapa, com as subidas de Moisés e Rodinei. O lateral-direito, invadindo a área, acertou a trave de Hugo, e o Colorado foi para o intervalo com mais finalizações que o rival.

Por tudo isso, Rodinei parecia predestinado a ser protagonista, mas acabou sendo de forma infeliz para o Inter. O ex-rubro-negro acertou o tornozelo de Filipe Luís e, após revisão no vídeo, Raphael Claus o expulsou aos três minutos da segunda etapa. Na sequência, Ceni sacou Isla, Diego e Rodrigo Caio – o último por lesão – e acionou Pedro, João Gomes e Natan.

As mudanças não surtiram o efeito e, por minutos, o Flamengo não fez valer a vantagem de ter um a mais em campo. Assim, coube ao trio de ataque, que já decidiu tantas vezes, garantir mais uma vitória. Gabriel Barbosa recebeu na intermediária e acionou Bruno Henrique, que logo encontrou Arrascaeta na esquerda. O uruguaio deu a assistência perfeita para Gabigol, já dentro da área, que finalizou de primeira na saída de Marcelo Lomba: 2 a 1 aos 17 minutos.

Após marcar, Gabigol sentiu dores e foi substituído por João Lucas. A entrada de um lateral-direito reorganizou o Flamengo, que vinha atuando com Everton Ribeiro pela direita – sem muita intimidade – desde a saída de Isla. O controle passou a ser do Rubro-Negro, mas a partida permaneceu tensa até o final.

Abel Braga apostou nas entradas de Maurício, Johnny, Peglow e Thiago Galhardo e o Inter terminou com jogadores exaustos, mas não conseguiu o empate que o manteria na primeira posição e em vantagem na rodada final. Nos acréscimos, Pedro chegou a balançar a rede, mas o gol foi anulado após revisão no VAR, na qual o árbitro Raphael Claus viu falta do centroavante.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2X1 INTERNACIONAL

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: 21 de fevereiro de 2021, às 16h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)

Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Neuza Ines Back (Fifa-SP)

Árbitro de Vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Gols: Edenílson (0-1, 11’/1ºT), Arrascaeta (1-1, 28’/1ºT) e Gabriel Barbosa (2-1, 17’/2ºT).

Cartão amarelo: Diego, João Gomes e Pedro (FLA)

Cartão vermelho: Rodinei (INT)

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Hugo Souza; Isla (Pedro, 8’/2ºT), Rodrigo Caio (Natan, 12’/2ºT), Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego (João Gomes, 12’/2ºT), Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa (João Lucas, 20’/2ºT)

INTERNACIONAL (Técnico: Abel Braga)

Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Zé Gabriel e Moisés; Rodrigo Dourado (Johnny, 36’/2ºT), Edenílson, Patrick (Maurício, 36’/2ºT), Praxedes (Heitor, 8’/2ºT) e Caio Vidal (Thiago Galhardo, 22’/2ºT; Yuri Alberto (Peglow, 36’/2ºT)

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente