A Hora da Notícia

Governo decreta toque de recolher e coloca AL de volta à Fase Vermelha do plano de distanciamento social

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Decreto com novas medidas começa a vigorar nesta quarta-feira (16) FOTO: Ailton Cruz

Todo o estado de Alagoas entra na fase vermelha do distanciamento social controlado na próxima sexta-feira (19). O anúncio foi feito pelo governo do Estado nesta quarta-feira (16) por meio das redes sociais. As medidas valem pelos próximos 14 dias.

Foi anunciado ainda que está proibida a circulação de pessoas nas ruas em todo o Estado a partir das 21h. Além disso, praias, shoppings e o comércio nas áreas centrais das cidades estão proibidos de funcionar durante o fim de semana.

Durante os dias úteis, de segunda a sexta-feira, as lojas nas regiões centrais das cidades estão proibidas de funcionar às segundas-feiras e os shoppings devem fechar às terças. No dias em que estão autorizadas a abrir as portas, as lojas do Comércio funcionarão das 9h às 17h e os shoppings funcionarão das 11h às 20h.

As academias continuarão abertas, mas devem respeitar o limite máximo de funcionamento de 30% e com agendamento. Além disso, os idosos e pessoas com comorbidades estão proibidos de frequentarem academia nesse período. Os salões de beleza também só funcionarão com agendamento e capacidade limitada. Já os templos religiosos continuam com o funcionamento limitado a 30%

No último decreto, o Estado regrediu as regiões do Agreste e Sertão para a Fase Vermelha, proibindo o funcionamento de bares, academias, igrejas e templos religiosos. Já as demais regiões, incluindo a capital alagoana, entraram na Fase Laranja, mantendo o funcionamento de estabelecimentos comerciais com redução da capacidade total e suspendendo todos os eventos, sejam pessoais ou comerciais.

De acordo com o secretário de Estado do Planejamento, Fabrício Marques, a última semana epidemiológica foi a pior semana das últimas cinco. O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, explicou que alguns segmentos e faixas populacionais têm descumprido as medidas e isso tem aumentado o número de infecções.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente