A Hora da Notícia

Governo federal apresenta a Maceió e outras cidades de AL programas para fortalecimento familiar

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Pei Fon/ Secom Maceió

Em visita ao estado de Alagoas, nos últimos dias 5 e 6 de outubro, a secretária Nacional da Família, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Angela Gandra, apresentou a autoridades de Maceió e de mais 51 municípios de Alagoas programas do governo federal, voltados ao fortalecimento e desenvolvimento da família.

De acordo com a representante do ministério, a visita foi bastante proveitosa, rendeu bons resultados e estimulou ações importantes em alguns municípios. “Saímos entusiasmados com a abertura para investir nas políticas públicas familiares já em andamento e, ao mesmo tempo, tivemos a alegria de ouvir o prefeito Nicolas, do município de Campo Alegre, anunciar que já vai pleitear a Secretária da Família, Mulher, Juventude e Idoso”, concluiu a secretária.

Angela ainda acrescentou que foi muito bem acolhida pela Prefeitura de Maceió e pela Associação de Municípios Alagoanos, que receberam os programas e compartilharam preocupações sobre famílias, educação e assistência social. “Menos Brasília, mais Brasil significa, também, escuta e ação para que cada Município possa ter sua autonomia ativa”, finalizou a secretaria.

Reconecte

As oficinas Reconecte serão ofertadas por meio de quatro encontros. Com uma abordagem leve e lúdica, elas serão destinadas para pais ou responsáveis que farão junto com seus filhos de 9 a 14 anos. Devido à pandemia de Covid-19, as ações poderão ser realizadas de forma presencial ou à distância, respeitando os protocolos de cada município.

A elaboração do conteúdo foi feita por especialistas, além de contar com apoio da do Ministério da Cidadania, da Coordenação de Classificação Iniciativa do Ministério da Justiça e da Cruz Azul do Brasil. O material aborda o tema da prevenção a vícios, da importância da classificação indicativa e do valor das refeições em família.

Famílias Fortes

Presente em mais de 70 cidades brasileiras, as atividades do Famílias Fortes ocorrem em dois momentos. No primeiro, os pais e responsáveis se reúnem em uma sala e os filhos de 10 a 14 anos em outra. Os adultos são ensinados a esclarecer as expectativas com base nas normas de desenvolvimento de crianças e adolescentes, a usar práticas disciplinares apropriadas, a gerenciar emoções fortes e a se comunicar de maneira eficaz.

Já os filhos aprendem habilidades para a interação pessoal e social, como ter metas que deem sentido à vida, seguir regras, reconhecer dificuldades e qualidades dos pais, lidar com a pressão dos amigos, saber identificar modelos positivos e ajudar os outros.

Na segunda parte do encontro, pais e filhos se reúnem numa mesma sala, onde praticam as habilidades que aprenderam. Eles trabalham na resolução e comunicação de conflitos e se envolvem em atividades para aumentar a coesão familiar e o envolvimento positivo dos filhos na família.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente