A Hora da Notícia

Julho registra média diária de 3,6 mortes por Covid-19 em AL

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Teste Banner Anuncio Titulo Post

Divulgação

Alagoas registrou, somente no mês de julho, 114 óbitos (média de 3,6 casos por dia) e mais de 12 mil novos casos de Covid-19, conforme comparativo dos boletins da Secretaria de Estado da Saúde de 1º e 31 de julho. No dia 1° de julho, conforme boletim, o Estado havia registrado 6.956 mortes.


Trinta dias depois, o número subiu, chegando a 7.070 óbitos, um aumento de 114 mortes ou 1,6%. Nesse período, houve duas mortes de crianças menores de 10 anos e de um bebê de apenas 2 meses de vida.

O bebê, que residia em Taquarana, interior do Estado, não tinha registro de comorbidade. A Covid-19 matou, desde o início da pandemia, 44 crianças com até 10 anos de idade em Alagoas. Levantamento feito por pesquisadores do Observatório de Saúde na Infância da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que, desde março de 2020, quando a Covid-19 começou a se disseminar no Brasil, a doença causou no país a morte de 539 crianças entre 6 meses e 3 anos de idade.


“O número, atingido em pouco mais de dois anos de pandemia é mais que o triplo do total de mortes que outras 14 enfermidades causaram juntas em um período de 10 anos”, diz o levantamento. Ainda segundo boletins, Alagoas registrou aumento de 12.111 casos da doença entre 1° e 31 de julho.

Só no último domingo (31), foram notificados 557 casos em 24 horas. Os boletins mostram, no entanto, que apesar do aumento no número de casos e óbitos, o mês de julho foi encerrado com menos casos de Covid em investigação no Estado. No dia 1° de julho eram 3.560 casos em investigação, enquanto que no dia 31 o número diminuiu para 2.214, uma queda de 37,8%.


BOLETIM

Nas últimas 24 horas, foram registrados mais 27 casos confirmados e três mortes por Covid-19 em Alagoas, vítimas que tinham entre 59 e 96 anos, todos homens. Os novos números elevaram para 317,9 notificações da doença e 7.073 óbitos desde o início da pandemia, em 2020.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a vítima de 96 anos era do sexo masculino, residia em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca.


Já o idoso de 66 anos residia em Maceió, era hipertenso, diabético, tinha doença hepática, pneumopata e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió. A vítima de 59 anos, também era do sexo masculino, residia em Maceió, era hipertensa, diabética e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.

O boletim de ocupação hospitalar por pacientes infectados pelo coronavírus, atualizado na último domingo (31), mostra que do total de 336 leitos, 80 estão ocupados, o que representa um percentual de 24%.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente