A Hora da Notícia

Losartana é recolhido por aumentar o risco de câncer, anuncia laboratório

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Losartana é recolhido por aumentar o risco de câncer, anuncia laboratório

O laboratório Sanofi Medley anunciou, na última quinta-feira (3), o recolhimento de todos os lotes do medicamento anti-hipertensivo Losartana Potássica, da marca Medley.

A Losartana Potássica é utilizada, sobretudo, no tratamento da hipertensão arterial, pois atua como bloqueadora dos receptores da angiotensina II.

O medicamento integra a lista de medicamentos distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, a Losartana Potássica auxilia no combate das doenças cardíacas, na proteção dos rins em pacientes com Diabetes tipo 2 e na recuperação após ataques cardíacos.

Medley recolhe Losartana; Losartana recolhimento 2022

A empresa farmacêutica anunciou o recall do medicamento após constatar a presença de impurezas mutagênicas em sua fórmula, o que provoca riscos à saúde dos usuários.

De acordo com o laboratório, as impurezas detectadas podem causar alterações no DNA.

Isso aumenta, a longo prazo, o risco de desenvolvimento de câncer.

Contudo, a Sanofi Medley ressalta que o risco específico dessa substância química causar câncer em humanos ainda é desconhecido.

Os produtos que serão recolhidos são:

  • Losartana potássica + hidroclorotiazida 50 mg + 12,5 mg;
  • Losartana potássica + hidroclorotiazida 100 mg + 25 mg;
  • Losartana potássica 50 mg;
  • Losartana potássica 100 mg.

O recall é voluntário e a devolução do medicamento pode ser feita de maneira gratuita.

É importante consultar seu médico para orientar sobre a devolução e também sobre o seguimento do tratamento.

Para mais informações, é possível entrar em contato com a fabricante por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor da Medley, pelo telefone 0800-703-0014.

Losartana foi recolhido pela Anvisa?

Vale ressaltar que não é a primeira vez que o medicamento Losartana Potássica, da Medley, é recolhido.

Em 2018 e 2019, foi detectada a presença de uma substância contaminante no princípio ativo do medicamento, a nitrosamina.

A partir disso, foi emitido um alerta por agências internacionais, como a Food and Drug Administration (FDA), dos Estados unidos, para interromper o uso do remédio em diversos países.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou o recall da Losartana para realizar testes.

E em novembro de 2021, o Centro de Vigilância Sanitária de São Paulo determinou o recolhimento de lotes do produto, nas concentrações de 50mg e 100mg.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente