A Hora da Notícia

Maceió está na zona de alerta intermediário para ocupação de leitos de UTI, diz Fiocruz

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Rovena Rosa/Agência Brasil

Por meio de nota técnica, divulgada nesta quarta-feira (26), o Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alerta para o aumento da ocupação de leitos de UTI para adultos no SUS, em todo país. Pelas taxas observadas, os pesquisadores da Fiocruz classificaram Maceió, capital de Alagoas, na zona de alerta intermediário, com 65% de ocupação.

As outras capitais do país que também se encontram nessa classificação são: Manaus (75%), Boa Vista (70%), Palmas (69%), São Luís (64%), Teresina (percentual estimado em 79%), Salvador (67%), Vitória (77%), São Paulo (71%), Curitiba (71%), Florianópolis (69%), Porto Alegre (60%), Campo Grande (79%) e Goiânia (75%).

A nota destaca, ainda, que a situação está nitidamente piorando em todo o país, embora o avanço da vacinação ajude a desenhar um quadro diferente de outros momentos mais críticos da pandemia.

“Com a grande transmissibilidade atual, com a variante Ômicron, mesmo um número inferior de casos que necessitam de internação em UTI gera números expressivos que pressionam o sistema de saúde”, diz a nota.

Para a Fiocruz, algumas medidas podem ser tomadas, além da necessidade de reabertura de leitos. “É importante avançar na vacinação e endurecer a obrigatoriedade do uso de máscaras e do passaporte vacinal em locais públicos. Além disso, é essencial a promoção de campanhas de orientação à população e o auto isolamento quando do aparecimento de sintomas’.

Leitos

Dos 507 leitos para atender pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus e por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), 273 estavam ocupados até as 16 horas desta quarta (26), o que corresponde a 54% do total. Atualmente, 97 pacientes estão em leitos de UTI, dois ocupando leitos Intermediários e 174 estão nos leitos de Enfermaria.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente