A Hora da Notícia

Maíra Cardi se diz preocupada com saúde mental de Arthur Aguiar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Reprodução

Maíra Cardi esteve no PodCats nesta terça-feira (8/2) e falou sobre Arthur Aguiar dentro do BBB. Ela comentou que o amado quase recusou o convite para entrar no reality, por causa do cancelamento que recebeu durante as traições. Ela ainda defendeu o amado das críticas que recebeu no último jogo da discórdia.

A coach começou falando sobre o período que o ator passou há um tempo atrás. “Existiu um determinado momento da vida nele no qual ele se perdeu dele mesmo, não foi nem de mim, e ele mesmo admitiu. E está tudo bem ele poder mudar e se transformar, ruim seria se ele não estivesse disposto a toda essa mudança”, comentou.

“Achei muito bonito e corajoso da parte dele topar entrar no Big Brother cancelado e se colocar numa situação extremamente vulnerável sem saber se as pessoas iriam tacar ainda mais pedras nele ou se ia dar certo. Um mês antes, ele chegou a cogitar não entrar. Ele teve uma crise de um cancelamento que aconteceu aqui fora muito pesado. Houve um cancelamento muito feio e injusto”, completou Maíra

A influenciadora também abriu o jogo sobre as críticas que Arthur recebe no jogo da discórdia.”Ontem eu fiquei com meu coração apertadinho por vê-lo sendo ali massacrado. Eu fiquei com medo de como está o psicológico dele. Ele tem uma história muito forte com rejeição e abandono. Ele perdeu o contato com o pai aos 3 anos de idade, o pai foi embora e não voltou mais”, pontuou Maíra.

Ela também explicou que isso faz muito mal para o brother. “Quando ele se sente rejeitado e não pertencente, é enfiar o dedo na ferida. Pra mim, apesar de ver que o Brasil está apoiando e dando uma chance, lá dentro eu não sei o quanto ele está sofrendo. Eu fico angustiada”, desabafou.

Maíra Cardi também se mostrou muito preocupada com as emoções que Arthur vem demonstrando dentro da casa. “Isso é muito perigoso. Como ele teve que ser muito duro com a vida, ele criou certas armaduras e finge que não está doendo. Eu bato muito nessa tecla porque nosso mundo é machista. ‘Homens não choram’, essa frase é péssima. Ele não chora, não demonstra que está doendo, mas eu sei o quanto ele está dilacerado ali dentro”, lamentou.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente