A Hora da Notícia

Ministério da Saúde assina novo contrato de Coronavac para crianças

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Divulgação/Instituto Butantan

O Ministério da Saúde formalizou, na noite desta terça-feira (15/2), novo contrato com o Instituto Butantan para compra de 10 milhões de doses da Coronavac. As vacinas serão utilizadas em crianças de 6 a 11 anos, sem comorbidades.

A informação foi confirmada ao Metrópoles por integrantes da pasta. O extrato de dispensa de licitação foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU). O contrato foi fechado no valor de R$ 363.909.000.

dou-coronavac-dispensa-licitacao.jpeg – Foto: Diário Oficial da União

O quantitativo havia sido negociado com a Pfizer, mas a farmacêutica ainda não tinha prazo para entrega dos imunizantes pediátricos. A Coronavac, já disponível para distribuição imediata, foi preferida pela pasta.

“Não se fazem necessárias mais 10 milhões de doses do laboratório Pfizer, dado que essas doses seriam entregues até o terceiro trimestre sem uma expectativa de prazo, e a Coronavac tem disponibilidade imediata”, explicou o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, em 1º de fevereiro.

“Alguma coisa [das 10 milhões de doses pediátricas da Pfizer] a gente deve adquirir pra ter um estoque regulador, existem algumas crianças que podem fazer cinco anos depois do dia 16 de fevereiro, por exemplo”, complementou.

A partir de agora, as doses já podem ser enviadas para estados e municípios. As negociações começaram após o Ministério da Saúde contabilizar junto aos estados o estoque de 6,4 milhões de doses disponíveis.

A Coronavac foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades. A dose autorizada para o público infantil, produzida a partir do vírus inativado, é a mesma usada em adultos, com um intervalo de 28 dias entre a primeira e a segunda aplicação.

fonte:  Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente