A Hora da Notícia

Município abriu quase 100 processos por lançamento irregular de efluentes em 2021

Gif-728x90-Master
BANNER-ANUNCIO-AHORADANOTICIA-JAND (2)

POLICIA FEDERAL

Mais de 95 processos foram abertos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) devido a lançamento irregular de efluentes em diversos pontos de Maceió durante o ano de 2021.

De acordo o a pasta, que se pronunciou por meio de nota, muitas dessas situações registradas dizem respeito a casos de ligações clandestinas de esgoto na capital alagoana.   PUBLICIDADE

Ainda segundo a secretaria, os responsáveis por esse tipo de irregularidade podem sofrer multa em valor superior a R$ 100 mil, caso não atendam às condicionantes da legislação ambiental vigente.

“A Coordenação de Fiscalização Ambiental da Secretaria afirma que as irregularidades identificadas serão tamponadas e os responsáveis poderão sofrer multa superior a R$ 100 mil. A Secretaria ressalta que os casos estão diariamente no radar da fiscalização e reforça que as denúncias de infrações ambientais devem ser feitas de forma identificada ou anônima, por meio do telefone 82 3312 5242, de segunda a sexta-feira, das 09h às 14h”, informa nota enviada pela pasta à reportagem.

No último domingo (5), uma chuva rápida, porém intensa, que caiu na capital alagoana causou vários estragos. Ruas ficaram alagadas, uma grande quantidade de lixo ficou espalhada pelas ruas e esgoto foi lançado diretamente no mar, o que chamou a atenção das autoridades para o problema ds ligações clandestinas.

Análise feita pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), cujo resultado foi divulgado nessa quinta-feira (9), confirmou a infração de lançamento de efluentes, sem tratamento, no mar de Maceió. https://398907b2dabb0331eb54d07253c75617.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Os ensaios analíticos feitos pelo IMA consideram como parâmetro a presença de coliforme termotolerantes (fecais), e estes foram encontrados em alta concentração na amostra coletada da galeria pluvial, vizinha ao estabelecimento Lopana, e no mar.

O mesmo cenário se repetiu na coleta feita na praia da Jatiúca, em colaboração à Polícia Federal, na galeria em frente ao Habib’s. Desta forma, os relatórios do Laboratório de Estudos Ambientais concluíram que as duas galerias pluviais estavam lançando efluente sanitário no mar.

FONTE: GAZETAWEB

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente