A Hora da Notícia

No Clássico das Multidões, CSA vence o CRB por 1 a 0 e garante a classificação antecipada às semifinais do Alagoano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Ailton Cruz

No Clássico das Multidões marcado pela ausência dos dois técnicos, infectados pelo novo coronavírus, CSA e CRB fizeram uma das melhores partidas no confronto recente. Quem se deu melhor neste sábado (1º) foi o Azulão, que fez um grande jogo, venceu por 1 a 0 e carimbou a sua classificação para as semifinais. Com o triunfo, o time marujo também quebrou um jejum de quatro jogos sem bater o rival. A partida, disputada no Rei Pelé, fechou a oitava rodada do Campeonato Alagoano.

Bruno Mota anotou o tento azulino e chegou ao seu sexto gol na competição. Com isso, o meia do Azulão assumiu a liderança do Estadual de forma isolada. A vitória no clássico alavanca o time alviceleste para a liderança da competição, com 15 pontos. O Galo, por sua vez, cai para o segundo lugar com os mesmos 13 pontos.

Clique aqui para conferir como foi o Clássico das Multidões através do Tempo Real da Gazetaweb.

Além do adiamento da estreia do técnico Bruno Pivetti pelo time marujo, o novo coronavírus também tirou o lateral-esquerdo Vitor Costa do Clássico das Multidões. O defensor testou positivo na última quarta-feira. No lado regatiano, o atacante Ewandro também foi infectado e desfalcou a equipe neste sábado.

Agora, CSA e CRB se preparam para a última rodada do Alagoano. O Azulão irá encarar o CSE em Palmeira dos Índios, no Juca Sampaio. Já o Galo recebe o Jaciobá no Rei Pelé e conta apenas com um empate para avançar. Todos os jogos da jornada serão realizados nesta quarta (5), às 20h.

Time marujo quebrou sequência de nove meses sem vencer os regatianos – Foto: Ailton Cruz

Primeiro tempo

Diferentemente dos últimos clássicos, onde o equilíbrio e o estudo demasiado tomaram conta no início, o começo da disputa deste sábado de feriado foi marcado pelo ímpeto azulino no ataque. O time marujo não deu espaços para o Galo fazer o seu jogo e sufocou bastante a defesa regatiana.

Assim, o Azulão conseguiu criar boas tramas na área adversária. Em algumas situações, pegou a retaguarda alvirrubra de surpresa e no duelo desfavorável. Em outras, teve a felicidade de engatar boas finalizações e obrigou o goleiro Diogo Silva a intervir de forma precisa para evitar o gol da equipe maruja.

Depois da faixa dos 30 minutos, o jogo ficou mais equilibrado e passou a ser bastante batalhado no círculo central do campo. Com isso, o Galo conseguiu até chegar mais perto da área azulina. Apesar das chegadas mais frequentes, os regatianos não conseguiram mandar a redonda na direção do gol e o goleiro Darley continuou com o seu uniforme limpo.

Azulão dominou toda a primeira etapa e assustou bastante a zaga do Galo – Foto: Ailton Cruz

Mesmo com o duelo apresentando um certo grau de equiparidade, o Azulão seguiu criando chances e finalizando com perigo. Neste momento da partida, o time azulino também engatou chutes de longa distância. Um deles com Marco Túlio, aos 31, onde o arqueiro Diogo Silva cresceu mais uma vez. O Regatas, por sua vez, apostou na bola aérea para se igualar, também, no jogo ofensivo.

O Galo teve o seu melhor momento na zona ofensiva na reta final da etapa inaugural, mas não conseguiu ser tão impetuoso quanto o Azulão ao decorrer do jogo. O movimentado primeiro tempo chegou ao seu apito final aos 47′, após dois minutos de acréscimos. Fim da etapa inicial: CSA 0x0 CRB.

Segundo tempo

A etapa complementar teve um início mais movimentado ainda. As duas equipes já tinham chegado com perigo em menos de cinco minutos de bola rolando. Porém, aos 8 minutos, a rede finalmente balançou. Após um contra-ataque fulminante, Dellatorre recebeu na área e achou Bruno Mota livre. O meia teve tranquilidade para inaugurar o marcador para o Azulão. Placar aberto no Clássico das Multidões: CSA 1×0 CRB.

Bruno Mota aproveitou cruzamento rasteiro de Dellatorre para marcar o gol da vitória – Foto: Ailton Cruz

O time marujo até tentou manter a bola no campo ofensivo, mas se deparou com um CRB incomodado com o resultado negativo e cedeu um bom espaço para a equipe regatiana trabalhar a bola. Assim, o Galo começou a partir para cima dos azulinos em busca pelo empate, apostando, principalmente, pela bola alçada na área.

A partida saiu do controle total dos azulinos com a expulsão do lateral Cristovam, que estava improvisado na lateral esquerda. Com menos um em campo, o Galo viu mais espaços aparecerem e partiu com tudo para buscar o empate. Os regatianos dominaram a posse de bola até o fim da partida.

A reta final foi marcada pela pressão alvirrubra. A defensiva azulina foi bastante testada, mas se mostrou sólida e foi garantindo a grande vitória no clássico. O árbitro esticou a partida em cinco minutos, mas não foi o suficiente para o Galo achar o gol e a disputa chegou ao seu último apito na faixa dos 50 minutos com o triunfo marujo por 1 a 0.

Azulinos e regatianos voltam a campo pelo Alagoano nesta quarta (5) – Foto: Ailton Cruz

Ficha técnica

CSA – Darley; Norberto, Lucão, Matheus Felipe e Cristovam; Geovane, Gabriel (Marquinhos), Bruno Mota (Patrick) e Aylon (Ítalo); Marco Túlio (Silvinho) e Dellatorre. Técnico: Adriano Rodrigues.

CRB – Diogo Silva; Reginaldo Lopes (Luca Caio), Gum, Ewerton Páscoa (Eduardo Júnior) e Guilherme Romão; Claudinei, Carlos Jatobá (Luidy) e Diego Torres; Calyson (Wesley), Hyuri e Lucão. Técnico: Fernando Alves.

Árbitro – Jonata de Souza Gouveia.

Assistentes – Wellington Thiago de Almeida e Áldrin Freire Costa Matias.

fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente