A Hora da Notícia

Policiais Civis anunciam nova assembleia com indicativo de greve: “Acabou a paciência”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
prefeitura junho

Clariza Santos

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) irá realizar uma assembleia no dia 7 de março com a categoria para definir os rumos da paralisação prevista para ocorrer no estado. Segundo o presidente da entidade, Ricardo Nazário, o Governo de Renan Filho não cumpriu com dois de três acordos feitos com a classe desde dezembro de 2021. “A gente não está mais negociando, a gente está numa briga para cumprir o acordo”, afirmou Nazário.

O presidente do sindicato informou à Gazetaweb que a categoria briga agora para receber o reajuste salarial de 15% e a implementação de verba para a vestimenta dos profissionais. Segundo ele, o governador Renan Filho cumpriu um primeiro acordo sobre o pagamento das progressões atrasadas, mas os projetos para as outras duas propostas acordadas não foram, sequer, enviados para a Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas (ALE).

Nazário explica que o governador Renan Filho havia prometido que iria enviar os dois pontos propostos ainda em dezembro para a ALE. No entanto, isso não foi cumprido e a ALE entrou em recesso. A categoria teria feito, então, contato com a Secretaria de Planejamento do Estado (Seplag), que teria se comprometido, em janeiro de 2022 a enviar os projetos. “Passou janeiro, vem fevereiro, a ALE volta a funcionar e o governador não mandou”, conta o presidente do Sindpol.

Ele acrescenta que, após ocupar a Seplag, ficou prometido que o órgão iria enviar, o que novamente não teria ocorrido. “O último momento foi agora, na abertura da ALE, que a gente conseguiu falar com ele [ Renan Filho] e ele prometeu, dizendo que enviaria o projeto de lei e concluir o acordo. Também nos foi prometido que iriam enviar antes do carnaval ou logo após. Voltou do carnaval e também não mandou”, expõe.

A assembleia irá correr no dia 7 de março, às 13 horas, no Clube dos Engenheiros, em Maceió. “Acabou a paciência e todos os prazos possíveis de negociação”, diz Nazário, acrescentando: “Agora a gente vai para o enfrentamento”, lembrando que o mês de abril se aproxima, momento em que o Governador Renan Filho não poderá mais enviar projetos para a Casa de Tavares Bastos.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente