A Hora da Notícia

Prefeitura de Maceió intensifica vacinação contra Influenza nesta sexta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió inicia nesta sexta-feira (02) a campanha de intensificação da vacinação contra a Influenza. Os maceioenses podem procurar as Unidades de Saúde até o próximo dia 9. A vacinação contra a Influenza visa reduzir a circulação do vírus e risco de morte devido à gripe. O município já imunizou, aproximadamente, 91 mil maceioenses que estão incluídos no público alvo.

Todas as Unidades de Saúde de Maceió aplicarão as vacinas, exceto as que estão exclusivas para a vacinação contra a Covid-19. A Prefeitura também vai oferecer novos pontos para ampliar os locais de vacinação na campanha de intensificação.

Além das unidades de saúde, a população pode se dirigir, das 9h às 16h ao Mercado da Produção, no estacionamento da Feirinha de Artesanato; na Feirinha do Tabuleiro, próximo ao Cesta de Alimentos; no Centro da cidade, próximo a Igreja do Livramento. Já nos Shoppings Maceió, em Mangabeiras, Pátio, no Benedito Bentes e Parque, em Cruz das Almas, o horário é das 14h às 20h. 

Para se vacinar, é necessário levar cartão de vacinas e documento com identificação com foto. Puérperas também precisam levar a certidão de nascimento do filho/filha, cartão de gestante ou documento emitido pelo hospital que realizou o parto.

Já os trabalhadores da saúde devem apresentar documentação que comprove o exercício profissional atual, a exemplo do contracheque, declaração emitida pelo estabelecimento de saúde onde atua ou carteira do respectivo conselho profissional.

Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, é necessário que a pessoa que se imunizou contra a Covid-19 espere, ao menos, 14 dias para receber a vacina do H1N1.

Público-alvo

Podem se vacinar crianças de seis meses a menores de seis anos; trabalhadores da saúde; gestantes; puérperas de até 45 dias pós-parto; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e longo curso; trabalhadores porntuários; profissionais de forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

fonte TNH1

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente