A Hora da Notícia

Projeto visando a inserção da mulher no mercado de trabalho está sendo discutido em Maceió

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
PRESTAÇÃO DE CONTAS

foto: Edvan Ferreira/SECOM Reunião

A Prefeitura de Maceió, em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AL), darão início ao projeto “Tem Saída”, que consiste em introduzir pautas relevantes ao público feminino, neste caso, a inserção da mulher no mercado de trabalho. A reunião que contou com a participação do prefeito JHC e representantes da OAB-AL ocorreu nesta quinta-feira (25).

O projeto foi baseado e originado de outro que foi implementado com sucesso em São Paulo e permitiu que muitas mulheres saíssem do ciclo da violência doméstica. O “Tem Saída” será introduzido na capital buscando inserir o público feminino no mercado de trabalho, fazendo alianças com empresas que deverão direcionar 5% de suas vagas exclusivamente para mulheres em situação de vulnerabilidade, por violência doméstica ou familiar.

“O programa é o elo que a gente precisa para que essas mulheres andem com suas próprias pernas, fechem o ciclo da violência doméstica, protejam seu destino e tenham a sua independência financeira. É um ganho para toda a comunidade”, explica o prefeito JHC. “Não vamos medir esforços e daremos prioridade a projetos como esse, inovadores e de vanguarda. O que pudermos fazer para ser exemplo para todo o Brasil, vamos fazer”, completou.

Diante do conteúdo explanado na reunião, o prefeito, visando tornar o projeto finalmente efetivo, lançará, de forma pioneira, mecanismos que garantam que as empresas parceiras da Prefeitura destinem 5% das suas vagas às mulheres cadastradas no Tem Saída. Essas pessoas jurídicas poderão ganhar Selo Mulher Maceioense Livre, que também será introduzido a partir do próximo mês.

Para Ana Paula Mendes, coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para a Mulher, primeiro órgão com status de secretaria do município de Maceió criado para focar em medidas que beneficiem as mulheres, o projeto será uma política pública. “O prefeito tem uma sensibilidade muito grande para a pauta feminina. Nosso maior objetivo é libertar a mulher por meio da independência econômica e financeira”.https://d4af561a870170fdec928d10117a98f1.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Nivaldo Barbosa, presidente da OAB-AL, ratifica que “a Ordem sempre está próxima das pautas que procuram equilibrar e trazer o mínimo de igualdade para o consumidor”. O órgão explicou, ainda, que foi idealizado um selo de empresa parceira que, após 12 meses, será entregue pela OAB às instituições que apoiarem o projeto.

No encontro, também foram discutidas outras pautas do interesse da sociedade e da advocacia, como o aprimoramentos da Guarda Municipal, a questão dos moradores em situação de rua e a capacitação de servidores através de parceria com a Escola Superior de Advocacia Nacional (ESA), órgão do Conselho Federal da OAB.

Fonte: Gazetaweb

Compartilhe essa informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente