A Hora da Notícia

Retorno de aulas presenciais tem pouco movimento e aparente tranquilidade no Cepa

Cópia de sua marca aqui (2)
BANNER-ANUNCIO-AHORADANOTICIA-JAND (1)

Clariza Santos

Pouco movimento e uma aparente tranquilidade marcaram o retorno das aulas presenciais no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (Cepa), em Maceió, na manhã desta segunda-feira (16). O Estado anunciou que as atividades voltam nas escolas com até 50% da capacidade, neste primeiro momento.

Nesta semana, conforme o cronograma, estarão de volta os estudantes dos primeiros anos e todos deverão respeitar medidas sanitárias de prevenção à Covid-19, sobretudo o distanciamento social, o uso de máscaras de proteção no rosto e a higienização das mãos.

A diretora da Escola Moreira e Silva, Josiane Martins, informou que o maior desafio é fazer com que todos cumpram as regras estabelecidas no protocolo criado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Ela relata que alguns estudantes, logo neste primeiro dia de retorno, já foram orientados para o uso correto da máscara.

“Estamos aferindo a temperatura de todos que entram na escola, disponibilizando álcool, e cada aluno do sistema integral está recebendo quatro máscaras. Até então, não identificamos resistência em usar a máscara, apenas ajustes e orientações, porque alguns alunos a tiram do nariz, mas, sempre que orientados, eles obedecem”, comentou a diretora.

Ana Júlia Ferreira da Silva – Foto: Clariza Santos

Segundo ela, a outra metade dos estudantes permanece no sistema on-line e com atividades direcionadas. E adianta que, na próxima semana, será a vez destes alunos assistirem às aulas presenciais.

Ana Júlia Ferreira da Silva, de 16 anos, é do 1° ano na Escola Moreira e Silva, mora no Tabuleiro do Martins e diz que prefere estudar em casa. “É mais cômodo, mas aqui está sendo bom também porque estou tendo conteúdo. Só hoje tivemos aulas de História e Química”, diz ela.

Sobre os cuidados para evitar o contágio pela Covid, a adolescente, que também está ansiosa para ser vacinada, diz que segue tudo à risca. “Sou viciada em álcool em gel e não tiro a máscara sem necessidade. Sempre estou atenta, lavando as mãos também”. Ela contou, ainda, que já viu alguns estudantes sendo orientados a usar a proteção de forma correta.

Só na Moreira e Silva, são 16 turmas em tempo integral. Nesta segunda, o retorno está previsto para oito destas turmas.

FONTE: GAZETAWEB

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente