A Hora da Notícia

Técnico da Desportiva Ferroviária é demitido após tentar dar cabeçada em árbitra

Teste Banner Anuncio Titulo Post

Reprodução

O técnico Rafael Soriano, do time Desportiva Ferroviária, foi demitido após tentar agredir a árbitra assistente durante jogo contra o Nova Venécia, neste domingo (10). A partida foi realizada no Estádio Zenor Pedrosa Rocha, interior do Espírito Santo.

No fim do primeiro tempo, o treinador se exaltou com a arbitragem e, em certo momento, tentou dar uma cabeçada em Marcielly Netto, que se afastou e levou a mão ao nariz, assustada. O desligamento foi anunciado pelo clube nesta noite, após o jogo, nas redes sociais. https://www.youtube.com/embed/a5hk01X_IXs?ecver=1&iv_load_policy=3&rel=0&showinfo=0&yt%3Astretch=16%3A9&autohide=1&color=red&width=560&%3Bwidth=560

‘A Desportiva Ferroviária vem a público informar que repudia toda e qualquer tipo de violência, seja física, verbal, moral ou emocional, principalmente contra mulheres, e nos solidarizamos com a assistente de arbitragem Marcielly Netto, nos colocando à disposição para aquilo que for necessário”, anunciou o time.

EPISÓDIO VIOLENTO

O momento foi capturado ao vivo na transmissão da partida pela TV Educativa do Espírito Santo. Jogo válido pelas quartas de final do Campeonato Capixaba 2022 foi vencido pelo Nova Venécia por 3 a 1.

Soriano havia recebido um cartão amarelo, mas logo depois da confusão foi punido com um vermelho, sendo retirado do jogo. Conforme o Globo Esporte, ele disse para a TV Educativa que não agrediu a árbitra.

“Se você disser que eu te agredi, a gente vai para a delegacia. A gente vai fazer corpo de delito. Se não, eu vou te processar, vou te processar. Ela está dizendo que eu agredi. Mentira”, rebateu o técnico.

O treinador ainda acusou a assistente de se “usar porque é mulher”, para tirar “proveito” da situação. Ele também acusou Marcielly de empurrar seus jogadores da Desportiva.

NOTA DE REPÚDIO

A Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) emitiu nota de repúdio contra o episódio neste domingo. A entidade informou que “repudia qualquer ato de violência, este praticado pelo treinador da Desportiva Ferroviária”.

Marcielly Netto receberá “todo o suporte”, segundo a federação. No texto, a FES pontuou que o caso será encaminhado ao Tribunal de Justiça Desportiva do Espírito Santo (TJD-ES).

“Assim que a FES receber a súmula da referida partida, a mesma será encaminhada para o TJD-ES. O caso será acompanhado de perto pela entidade, que acredita que as medidas legais serão tomadas pelos órgãos competentes”, afirma.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Sobre o ocorrido no intervalo da partida entre Nova Venécia FC e Desportiva Ferroviária, nas quartas de final do Campeonato Capixaba, nesse domingo (10), a Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) afirma que combate e repudia qualquer ato de violência, este praticado pelo treinador da Desportiva Ferroviária, e que dará todo o suporte necessário à árbitra assistente Marcielly Netto. Assim que a FES receber a súmula da referida partida, a mesma será encaminhada para o TJD-ES. O caso será acompanhado de perto pela entidade, que acredita que as medidas legais serão tomadas pelos órgãos competentes.

fonte: gazetaweb

Compartilhe essa informação

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Comente